Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Mata com o carro e vai preso 10 anos

Tribunal mandou devolver bengala e as roupas da vítima mortal.
Nelson Rodrigues 22 de Fevereiro de 2018 às 09:10
Vítima vivia em Escariz
Felisberto Paiva foi assassinado aos 55 anos
Vítima vivia em Escariz
Felisberto Paiva foi assassinado aos 55 anos
Vítima vivia em Escariz
Felisberto Paiva foi assassinado aos 55 anos
Foi condenado a uma pena de 10 anos de prisão o homem que atropelou intencionalmente Felisberto Paiva, de 55 anos, em abril do ano passado em Mansores, Arouca, por causa de uma dívida de 50 euros. A família da vítima vai ainda receber uma indemnização de 125 mil euros, paga pela seguradora Tranquilidade. O arguido, Leonel Moreira, 45 anos, está em prisão preventiva.

No acórdão, o tribunal de Santa Maria da Feira mandou ainda devolver à viúva as roupas que a vítima tinha vestidas no dia da morte, assim como uma bengala que usou para agredir o arguido durante uma discussão. Já a Leonel Moreira, que foi condenado por um crime de homicídio simples, o coletivo de juízes ordenou a devolução do Mercedes SLK que foi utilizado como arma para matar Felisberto Paiva.

Os magistrados deram como provado que vítima e arguido discutiram por causa de uma dívida com mais de três anos. Felisberto perseguiu Leonel de carro e este, após ser agredido com uma bengala, decidiu matá-lo conduzindo o carro "a grande velocidade". A vítima foi projetada contra um muro e morreu depois no hospital.
carro crime homicídio Felisberto Paiva Arouca Leonel Moreira Santa Maria da Feira
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)