Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Militares do Grupo de intervenção da GNR feridos em confrontos em Albufeira

Militares da GIOP foram chamados a responder a desacatos envolvendo grupo de turistas ingleses.
14 de Julho de 2018 às 01:21
Oura, em Albufeira
GNR
Oura, em Albufeira
GNR
Oura, em Albufeira
GNR
Três militares da GIOP (Grupo de Intervenção de Ordem Pública) foram chamados esta sexta-feira a um bar na zona antiga de Albufeira devido a desacatos. Os militares foram recebidos com violência, mas acabaram por controlar a situação com o auxílio de outros quatro guardas do destacamento territorial que chegaram depois.

"Foi enviada uma patrulha do Grupo de Intervenção e Ordem Pública e, como eram poucos, os militares foram logo agredidos assim que chegaram ao local", afirmou o tenente Samuel Afonso, das Relações Públicas do Comando de Faro da GNR à agência Lusa.

Os militares agredidos receberam depois reforços "por militares do 'subdestacamento' de Albufeira, e militares que estavam de folga, mas se encontravam na zona e foram ajudar os colegas", acrescentou.

Os confrontos começaram no interior do bar tendo, posteriormente, evoluído para o exterior. Três dos cinco elementos da GNR tiveram de ser assistidos no serviço de urgência básica de Albufeira com ferimentos ligeiros. 

Segundo o CM apurou, tudo aconteceu por volta das 23h00 e cinco turistas ingleses, que integravam um grupo de 15 a 20 elementos, foram detidos, depois de agredirem e causarem ferimentos ligeiros em cinco elementos da GNR, confirmou este sábado fonte desta força de segurança.

"Acabaram por ser detidos cinco ingleses, quatro de 33 anos e um de 30, por ameaça e coação a funcionário", disse o tenente Samuel Afonso. A mesma fonte adiantou que os detidos foram ouvidos esta manhã de sábado, a partir das 10h30, no tribunal de turno em Albufeira, mas ainda não são conhecidas as eventuais medidas de coação aplicadas, após este primeiro interrogatório judicial.


Submundo da Criminalidade Francesa GIOP Grupo de Intervenção de Ordem Pública GNR
Ver comentários