Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Ministério da Educação admite “acesso indevido” por pirata informático à Plataforma do Júri Nacional de Exames

Área alegadamente invadida tem apenas informação do "domínio público".
Lusa 19 de Maio de 2022 às 12:56
Cibercrime exige mais segurança
Cibercrime exige mais segurança FOTO: Getty Images
Uma das plataformas do Júri Nacional de Exames poderá ter sido alvo de acesso indevido por um pirata informático, mas o Ministério da Educação garante que a área alegadamente invadida tem apenas informação do "domínio público".

O Ministério da Educação (ME) esclareceu, em comunicado, que o "Júri Nacional de Exames foi informado pela Polícia Judiciária de um eventual acesso a uma área de informação, na qual consta apenas informação que é do domínio público".

O gabinete de imprensa do Ministério sublinha ainda que "o ministério da Educação não confirma nenhum ciberataque".

A informação do ME surge na sequência de uma notícia da CNN Portugal, segundo a qual "a plataforma Júri Nacional de Exames foi um dos alvos de um pirata informático português que conseguiu entrar em algumas infraestruturas críticas do país".

Júri Nacional de Exames Ministério da Educação educação crime lei e justiça polícia
Ver comentários
}