Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ministério Público acusa cinco arguidos de envolvimento em rede de tráfico internacional de droga

Dois dos arguidos eram funcionários que trabalhavam no interior do Aeroporto Francisco Sá Carneiro.
Lusa 9 de Maio de 2022 às 12:50
A carregar o vídeo ...
Ministério Público acusa cinco arguidos de envolvimento em rede de tráfico internacional de droga
O Ministério Público (MP) acusou cinco arguidos suspeitos de estarem envolvidos numa rede internacional de tráfico de droga, incluindo dois funcionários que trabalhavam no interior do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, informou esta segunda-feira a Procuradoria-Geral Regional (PGR) do Porto.

Numa nota publicada na sua página na Internet, a PGR-P refere que os arguidos, que foram detidos em outubro de 2021, estão acusados pela prática, em coautoria, de um crime de associações criminosas e de um crime tráfico de estupefaciente agravado.

Um deles, que na altura da detenção tinha na sua posse uma arma de fogo transformada, responde ainda pelo crime de detenção de arma proibida.

"O MP considerou indiciado que os arguidos aderiram a uma organização transnacional que se dedica à importação, transporte, distribuição e venda de grandes quantidades de produtos estupefacientes, nomeadamente cocaína, cabendo-lhes assegurar a entrada de uma grande quantidade de cocaína em território nacional, através do Aeroporto Francisco Sá Carneiro", na Maia, distrito do Porto, refere a mesma nota.

O despacho do MP proferido a 22 de abril refere que, no dia 31 de outubro de 2021, deram entrada em território nacional 40 pacotes, com cerca de 43 quilos de cocaína, provindos num voo com origem no Brasil e destino no aeroporto do Porto.

De acordo com a investigação, a entrada do estupefaciente em território nacional "foi intermediada pelos cinco arguidos, envolvidos na receção e escoamento do produto estupefaciente em território nacional".

"Dois dos arguidos eram funcionários que trabalhavam no interior do aeroporto e todos atuaram a troco de ganhos superiores a 50 mil euros para cada um dos arguidos", refere a nota da PGR-P.

O estupefaciente, com o valor de 1,35 milhões de euros foi apreendido pela intervenção das autoridades policiais.

Após recurso do MP, todos os arguidos ficaram-se sujeitos a medidas de coação detentivas.

 

PGR-P Ministério Público Aeroporto Francisco Sá Carneiro PGR
Ver comentários
}