Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ministério Público acusa homem por aliciamento de menores nos Açores

Utilizava a rede social Facebook para obter imagens "de caráter pornográfico" de jovens e "incentivá-las a marcar encontros consigo" para "atos sexuais".
Lusa 1 de Março de 2021 às 13:24
Internet
Internet FOTO: Getty Images
O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra um homem, nos Açores, que alegadamente utilizava a rede social Facebook para obter imagens "de caráter pornográfico" de jovens e "incentivá-las a marcar encontros consigo" para "atos sexuais".

De acordo com a informação disponibilizada na página da Internet da Procuradoria da República da Comarca dos Açores, hoje consultada pela agência Lusa, trata-se de um caso cuja investigação foi dirigida pelo Ministério Público (MP) da Ribeira Grande (na ilha de São Miguel) do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) dos Açores, com a coadjuvação da Polícia Judiciária (PJ).

"O Ministério Público deduziu acusação contra um arguido pela prática de dois crimes de pornografia de menores, dois crimes de aliciamento de menor para fins sexuais, dois crimes de falsidade informática e um crime de abuso sexual de crianças", explica a Procuradoria.

Os factos "ocorreram entre março de 2019 e agosto de 2020", acrescenta.

De acordo com a acusação, "o arguido decidiu aproveitar-se da rede social Facebook para obter imagens de jovens do sexo feminino, menores de 18 anos de idade, de caráter pornográfico, que tivessem contas na referida rede social e, bem assim, incentivá-las a marcar encontros consigo de modo a manter com as mesmas atos sexuais de relevo".

O arguido encontra-se em prisão preventiva, tendo o Ministério Público pedido que "mantenha esse estatuto".

Açores Facebook Ministério Público questões sociais crime lei e justiça polícia
Ver comentários