Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Ministério Público de Almada quer mais de 20 anos para homicida da mãe

Procurador entende que a pena foi "benévola face à factualidade dada como provada".
S.A.V. 28 de Junho de 2019 às 08:54
Nuno Teixeira assassinou a mãe com 22 facadas
Etelvina Silva tinha 49 anos
Casa onde ocorreu o crime, no centro de Almada
Nuno Teixeira assassinou a mãe com 22 facadas
Etelvina Silva tinha 49 anos
Casa onde ocorreu o crime, no centro de Almada
Nuno Teixeira assassinou a mãe com 22 facadas
Etelvina Silva tinha 49 anos
Casa onde ocorreu o crime, no centro de Almada
O Ministério Público de Almada vai recorrer da pena de 20 anos de cadeia aplicada, quarta-feira, pelo tribunal daquela cidade, a Nuno Teixeira, o homem de 24 anos que em 2018 assassinou a mãe, Etelvina Silva, de 49, com 22 facadas, tendo depois lavado faca, casa e roupa e ido trabalhar no dia seguinte.

O procurador entende que a pena foi "benévola face à factualidade dada como provada".

O recurso será "apenas e tão-somente relativamente à medida da pena".

Também o advogado do homicida anunciou recurso ao acórdão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)