Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Morre afogado a retirar filhos do rio

Homem foi encontrado sem vida após uma hora de buscas.
Patrícia Lima Leitão e Mónica Ferreira 15 de Julho de 2017 às 01:30
Morre afogado a retirar filhos do rio
Morre afogado a retirar filhos do rio
Morre afogado a retirar filhos do rio
Morre afogado a retirar filhos do rio
Morre afogado a retirar filhos do rio
Morre afogado a retirar filhos do rio
Gualter Pinto, de 47 anos, tentava ontem retirar os dois filhos menores do rio Tâmega, na praia do Crocodilo, em Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses – depois destes se terem afastado da margem – quando entrou em apuros e acabou por morrer afogado.

"Recebemos o alerta às 15h24. Enviámos meios para o local e à nossa chegada o corpo estava submerso. Efetuámos as buscas e ao fim de cerca de uma hora encontrámos e resgatámos o corpo a dois metros da margem", afirmou ao CM Sérgio Silva, comandante dos Bombeiros de Marco de Canaveses. As buscas foram auxiliadas por uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros Sapadores do Porto.

Testemunhas no local relatam que uma mulher tentou ajudar Gualter Pinto a retirar as crianças, por achar que estavam em perigo, mas quando olhou para trás já não o viu mais. Foi nessa altura que alertou as autoridades. A vítima estava acompanhada da mulher e dos dois filhos, de sete e oito anos. Residia em Vila Boa do Bispo. A praia fluvial não tinha nadadores-salvadores.

"As pessoas têm de ter cuidado quando vêm para estes locais, esta é uma praia fluvial não vigiada e só deve ir para a água quem se sentir muito à vontade para nadar", concluiu Sérgio Silva.

O óbito foi declarado no local e o corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal do Vale do Sousa, onde será autopsiado. O funeral da vítima deverá realizar-se na segunda-feira, na paróquia de Favões, em Marco de Canaveses.
Ver comentários