Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Morreu Miranda Calha, ex-secretário de Estado e deputado do PS

Professor de profissão, licenciado em letras, foi deputado desde 1975 até à última legislatura, entre 2015 e 2019.
Correio da Manhã e Lusa 28 de Março de 2020 às 19:35
Miranda Calha
Miranda Calha foi secretário de Estado em áreas como o Desporto e Defesa Nacional
NATO, Miranda Calha, PS
Miranda Calha apela à mobilização
Miranda Calha
Miranda Calha foi secretário de Estado em áreas como o Desporto e Defesa Nacional
NATO, Miranda Calha, PS
Miranda Calha apela à mobilização
Miranda Calha
Miranda Calha foi secretário de Estado em áreas como o Desporto e Defesa Nacional
NATO, Miranda Calha, PS
Miranda Calha apela à mobilização
O antigo secretário de Estado do Desporto e da Defesa e deputado constituinte do PS Júlio Miranda Calha faleceu hoje, aos 72 anos, disse à agência Lusa fonte oficial dos socialistas. Professor de profissão, licenciado em letras, Miranda Calha foi deputado desde 1975 até à última legislatura, entre 2015 e 2019.

Na Assembleia da República, como deputado, Miranda Calha foi presidente das comissões parlamentares de Defesa Nacional, e de Ambiente, Ordenamento do Território e Poder Local, tendo também desempenhado cargos como membro da Assembleia Parlamentar da União da Europa Ocidental.

Na área da Defesa, fez parte da Assembleia Parlamentar da União da Europa Ocidental, tendo sido presidente da Assembleia Parlamentar da NATO e da Comissão de Segurança e Defesa da Assembleia Parlamentar da NATO. Em termos de funções executivas, além das pastas do Deporto e da Defesa, Miranda Calha foi também secretário de Estado da Administração Regional e Local e governador civil de Portalegre.

Especialista em questões de defesa, foi condecorado com a Grã Cruz da Ordem do Mérito, tendo ainda sido distinguido como Grande Oficial da Ordem do Infante e com a medalha de Mérito Municipal Grau Ouro pelo Município de Portalegre.

No plano político interno dos socialistas, Miranda Calha esteve sempre próximo de Mário Soares como secretário-geral e apoiou as candidaturas derrotadas de Jaime Gama à liderança deste partido (primeiro contra Vítor Constâncio, depois contra Jorge Sampaio). Mais recentemente, ainda no que respeita à vida interna do PS, Miranda Calha apoiou as lideranças de José Sócrates e de António Costa.

O anúncio foi feito pelo ex-presidente da Câmara de Lisboa, João Soares, numa publicação no Facebook.



Costa destaca vida dedicada à construção da democracia

O secretário-geral do PS, António Costa, lamentou hoje a morte do antigo secretário de Estado e deputado constituinte dos socialistas Miranda Calha, considerando que dedicou a sua vida à construção e consolidação do Estado Democrático.

"O PS rende homenagem à memória de Júlio Miranda Calha, que dedicou toda a sua vida à construção e consolidação do Estado Democrático, como parlamentar, governante, dirigente e militante", refere uma nota de António Costa enviada à agência Lusa.

O secretário-geral do PS lembra depois que Miranda Calha foi eleito deputado à Assembleia Constituinte em 1975 e foi sucessivamente reeleito até à última Legislatura, tendo-se dedicado em especial à política de Defesa Nacional.

"À sua família e amigos, apresentámos as condolências dos seus camaradas", acrescenta-se na nota do líder socialista.


Ferro recebe com "grande tristeza" notícia da morte do antigo deputado

O presidente da Assembleia da República afirmou hoje que recebeu hoje com "grande tristeza" a notícia da morte do antigo secretário de Estado e deputado socialista Miranda Calha, considerando que ainda tinha muito para dar ao país.

Numa mensagem enviada à agência Lusa, Ferro Rodrigues afirma ter recebido "com grande tristeza a notícia do falecimento, considerando que Miranda Calha "serviu, como poucos, a causa pública".

"Deputado à Assembleia Constituinte e à Assembleia da República (da I à XII Legislatura, assumindo a vice-presidência entre 2014 e 2015), foi também governador civil, presidente da Câmara e da Assembleia Municipal de Portalegre, terra que o viu nascer em 1947. Como Membro do Governo, tutelou as pastas da Administração Regional e Local, do Desporto e da Defesa Nacional, de que foi Secretário de Estado", referiu Ferro Rodrigues.

O presidente da Assembleia da República aponta depois que Miranda Calha "era, atualmente, presidente da Comissão Portuguesa do Atlântico, na qual vinha defendendo o papel de Portugal na cena internacional, em defesa do multilateralismo e de uma ordem global assente no direito internacional".

"Neste tempo exigente, feito de incertezas, em que muito do que tínhamos por adquirido é contestado, far-nos-á muito falta Júlio Miranda Calha, que, com o seu conhecimento, tanto tinha ainda para nos dar", salienta Ferro Rodrigues na sua mensagem de pesar.

PS Júlio Miranda Calha morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)