Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Motociclista morre arrastado pela água

Subida do caudal do rio deixou ponte parcialmente submersa.
Ana Borges Pinto 17 de Abril de 2016 às 04:00
Corpo de Pedro  Gonçalves, de 42 anos, removido pelos bombeiros, junto ao rio Malar, em  Bragança
Corpo de Pedro Gonçalves, de 42 anos, removido pelos bombeiros, junto ao rio Malar, em Bragança FOTO: CMTV
Um homem, de 42 anos, morreu, este sábado à tarde, afogado no rio Malar, em Varge, Bragança, ao ser levado pela força das águas quando tentava atravessar de moto uma ponte parcialmente submersa, após a subida do caudal com as chuvas dos últimos dias. Uma tragédia num dia marcado por cheias, derrocadas e aluimentos na zona norte do País.

Pedro Luís Gonçalves, cidadão luso-espanhol com raízes em Bragança, mas residente há muitos anos em Toledo, Espanha, estava a passar o fim de semana em Bragança com mais cinco amigos motards. Durante uma tarde de enduro - modalidade do motociclismo -, decidiu atravessar a ponte, mas foi arrastado. "Após algumas buscas na margem, conseguimos detetar a vítima na água. Foi um trabalho difícil, uma vez que o rio está com uma corrente bastante forte", disse Carlos Martins, 2º-comandante dos Bombeiros de Bragança. "Os colegas ainda o tentaram socorrer, mas foi impossível", explicou o tenente Coronel Dias, da GNR.

Também a chuva causou a derrocada do muro do antigo Hard Club, em Gaia, agora abandonado. As pedras caíram para a marginal - só hoje será reaberta -, pelas 09h00, não atingindo ninguém. A câmara esclareceu não ter responsabilidade nesse terreno particular. Em Pardilhó, Estarreja, a queda de uma parede de uma casa desabitada causou danos noutras moradias e, junto ao mercado de Santiago, Aveiro, o piso aluiu. Na Régua, o Douro galgou as margens.

Ver comentários