Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mulher de 23 anos morta em ação da PSP foi baleada no peito

Suspeito identificado pela polícia está a cumprir pena de prisão por tráfico, furto e ameaça com arma branca.
Correio da Manhã e Paulo Jorge Duarte 24 de Setembro de 2020 às 09:52
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Mulher de 23 anos morre após disparo da PSP em São João da Madeira
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Mulher de 23 anos morre após disparo da PSP em São João da Madeira
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Mulher de 23 anos morre após disparo da PSP em São João da Madeira
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Suspeitos partiram o vidro desta viatura
Uma jovem, de 23 anos, morreu durante a madrugada desta quinta-feira após uma operação policial em São João da Madeira. Segundo informação confirmada ao Correio da Manhã, a mulher foi baleada no peito.



Segundo o comunicado enviado pela Polícia de Segurança Pública (PSP), por volta da meia-noite a patrulha dirigiu-se para a Avenida do Vale, em São João da Madeira, onde detetou uma viatura suspeita a circular na área de "ocorrência de furtos, com as luzes desligadas, parando junto dos veículos estacionados".

Os polícias ouviram um vidro de uma viatura parqueada a ser quebrado e de imediato abordaram os ocupantes. Durante esta abordagem, foram efetuados pela polícia disparos com arma de fogo e os suspeitos acabaram por conseguir fugir do local na viatura onde se encontravam, um Seat Ibiza prateado que tinha sido dado como roubado na área do Porto no domingo.

Segundo a PSP, posteriormente deu entrada no hospital uma jovem de 23 com ferimento de uma arma de fogo "que se supõe estar relacionada com esta ocorrência". 



A jovem, que será residente no Porto, foi abandonada em frente ao hospital, onde acabou por morrer em paragem cardiorespiratória.

No comunicado enviado pela PSP não é claro que os ferimentos de bala na jovem tenham sido causados por um disparo da polícia.

Ao local deslocaram-se dois inspetores da Inspeção da PSP e foi aberto um inquérito disciplinar para apurar as circunstâncias "que rodearam a intervenção policial".

A Polícia Judiciária e a Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) também já tomaram conhecimento da situação.

Suspeito cumpria pena

Um dos suspeitos já está sinalizado pela PSP. É um homem com idade compreendida entre os 25 e 30 anos, que cumpria pena de prisão pelos crimes de tráfico de estupefacientes, furto e ameaças com arma branca e que foi libertado no âmbito das medidas adotadas para travar a pandemia de Covid-19.

O suspeito é natural de São João da Madeira e reside no bairro da Pasteleira, no Porto.
PSP São João da Madeira assaltantes morte disparos
Ver comentários