Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Mulher liga ao primo a dizer que matou o filho autista

Mãe de jovem de 17 anos foi detida pela PJ de Vila Real.
Patrícia Moura Pinto 7 de Julho de 2020 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Mulher liga ao primo a dizer que matou o filho autista
Eduardo Martinho, de 17 anos, foi esta segunda-feira encontrado morto no interior de um poço numa propriedade privada em Cabanelas, Mirandela. O corpo foi localizado depois de Fátima Martinho, a mãe, de 52 anos, ter ligado a um primo a dizer que tinha atirado o filho para o poço e que ela iria fazer o mesmo.

Foi detida ao início da noite pela Polícia Judiciária de Vila Real. A conversa com o familiar é contada ao CM pela prima Lurdes Martinho, que não consegue entender o que se passou: "Ela era uma mãe espetacular. Ela vivia para o filho". Eduardo Martinho sofria de autismo e epilepsia. Outros familiares referem que desde que o jovem está em casa, devido à pandemia, terá tido atitudes agressivas em relação à mãe. "Ela até dormia trancada no quarto", lembra uma tia.

O alerta chegou às autoridades pelas 17h30. O corpo foi retirado do poço, com cerca de três metros de profundidade, pelos bombeiros de Mirandela. Os inspetores da PJ estiveram no local a recolher vestígios e acabaram por deter Fátima Martinho, que deverá ser hoje presente ao juiz. O corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Bragança.
Eduardo Martinho Mirandela Fátima Martinho Cabanelas crime lei e justiça prisão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)