Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

"Não é ele": testemunha do caso Maddie afasta Brueckner como suspeito

Irlandês que viu homem passar com criança ao colo garante que vulto não era o pedófilo alemão.
Pedro Zagacho Gonçalves 26 de Junho de 2020 às 20:46
Christian Brueckner
Retrato-robô feito com base na descrição de Martin Smith
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner em 2006, poucos meses antes do desaparecimento de Maddie
Christian Brueckner, de 43 anos, é o principal suspeito
Brueckner tem longo cadastro
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Retrato-robô feito com base na descrição de Martin Smith
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner em 2006, poucos meses antes do desaparecimento de Maddie
Christian Brueckner, de 43 anos, é o principal suspeito
Brueckner tem longo cadastro
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Retrato-robô feito com base na descrição de Martin Smith
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner em 2006, poucos meses antes do desaparecimento de Maddie
Christian Brueckner, de 43 anos, é o principal suspeito
Brueckner tem longo cadastro
Christian Brueckner

Uma das testemunhas-chave da Operação Grange, da polícia inglesa, que investiga o desaparecimento de Madeleine McCann garante que Christian Brueckner, o alemão pedófilo que é o novo suspeito no caso, não é o homem que viu na noite do desaparecimento da menina, na Praia da Luz. 

Martin Smith e a sua família foram das pessoas logo questionadas pelas autoridades portuguesas. O empresário irlandês garantiu às autoridades ter visto um homem a passar numa rua ao lado do Ocean Club com uma menina ao colo, de pijama, que parecia estar a dormir. Tudo isto pouco depois da hora em que Maddie terá desaparecido do quarto onde dormia, na Vila da Luz. As características deste suspeito foram descritas por Martin e o retrato robô resultante circulou por todo o mundo, com novo fôlego em 2013.

O homem garante agora que o suspeito que viu não era Christian Brueckner, o novo suspeito do desaparecimento de Maddie.

No depoimento que deu às autoridades sobre a noite do dia 3 de maio de 2007. Martin conta que viu um homem alto e moreno, com entre 1,70 e 1,80 metros de altura, com uma criança de pijama cor de rosa ao colo, a 150 metros do Ocean Club.

"Foram-me mostradas as fotografias divulgadas, mas tudo o que me recordo é o que está no depoimento à polícia. Não há nada que possa acrescentar sobre isso, já foi há 13 anos. Mas sei que não reconheço este homem [Christian Brueckner]. Não é ele o homem que vi", defende Martin em entrevista à imprensa inglesa.

Martin explica ainda que, desde que foram reveladas as novas pistas e informações sobre o caso, nem a polícia inglesa, nem as autoridades alemãs, entraram em contacto com ele.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)