Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Navio português contra ataque de piratas em S. Tomé e Príncipe

‘Zaire’ é tripulado por militares lusos e santomenses.
Sérgio A. Vitorino e Cláudia Machado 16 de Fevereiro de 2020 às 09:52
O navio-patrulha ‘Zaire’, tripulado por militares portugueses e santomenses, foi acionado este sábado para uma missão de socorro de um navio mercante, alvo de um ataque de piratas, a cerca de 220 quilómetros de São Tomé e Príncipe.

A cumprir uma missão de capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, o ‘Zaire’ "encontrava-se na Baía de Ana Chaves naquele país, tendo sido imediatamente empenhado para prestar o apoio necessário" à tripulação do ‘Maersk Tema’ que, ao ser confrontada pelos piratas, "se refugiou na cidadela do navio, mantendo constante comunicação com as autoridades no exterior".

Ao chegar ao local, o ‘Zaire’ contactou a embarcação mercante e um patrulha das autoridades nigerianas , também empenhada no auxílio da tripulação e que se deslocou a bordo, para realizar uma vistoria ao navio, não tendo encontrado atividade suspeita. Não houve também vítimas a registar.

O navio português acabou por acompanhar a embarcação mercante, que tinha como destino o Porto de Lagos, na Nigéria, até garantir que se encontrava em total segurança para seguir viagem.
S. Tomé e Príncipe Zaire São Tomé e Príncipe política refugiados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)