Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Notária sob suspeita de burla em Vieira do Minho

Contribuintes chamados a pagar impostos outra vez.
Liliana Rodrigues 18 de Janeiro de 2019 às 08:55
A carregar o vídeo ...
Notária sob suspeita de burla em Vieira do Minho
Cerca de 150 pessoas foram contactadas pelas Finanças de Vieira do Minho para pagar impostos relativos a escrituras efetuadas no escritório da notária Susana Sousa, em Vieira do Minho. Em causa está o não pagamento ao Fisco dos valores entregues pelos contribuintes de vários concelhos do Norte do País à notária, que já foi suspensa pela Ordem dos Notários devido a este processo.

No Tribunal de Braga, várias queixas deram entrada por peculato e falsificação de documentos, visando Susana Sousa.

O valor total em causa poderá ascender a meio milhão de euros, tendo em conta que as Finanças descobriram casos irregulares desde 2012. Os lesados, contactados pelas Finanças, viram-se obrigados a liquidar a dívida, que desconheciam existir, para não serem penhorados. Tiveram de voltar a pagar os impostos das escrituras e os juros em atraso.

"Desde que soube das taxas por liquidar, pedi às Finanças para não incomodar as pessoas porque assumia a responsabilidade. Se pagaram outra vez foi porque quiseram. O valor total ronda, no máximo, 50 mil euros", assegurou, esta quinta-feira, ao CM, Susana Sousa, que confirmou ter sido suspensa da Ordem.

PORMENORES
Lesados revoltados
Vários lesados contactados pelo CM mostram-se revoltados por terem sido enganados e envergonhados. "Tive de pagar de novo as taxas que já tinha pagado em 2012 e os juros de 6 anos. Agora tenho de pagar de novo ao tribunal para reaver o que é meu", relatou uma das vítimas.

"Liquidei vários casos"
A notária garante que já liquidou várias situações: "Ainda há dias paguei cerca de três mil euros de um caso. Contactei toda a gente que consegui e as Finanças suspenderam as penhoras a meu pedido."
Ver comentários