Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Oficial da Marinha do Porto de Cascais detido por agredir a mulher médica

Vizinhos assistiram e contaram à PSP já foi exonerado.
Sérgio A. Vitorino 8 de Abril de 2020 às 01:30
PSP
PSP
PSP
PSP
PSP
PSP
Um oficial da Marinha colocado como capitão do Porto de Cascais foi detido pela PSP por violência doméstica contra a mulher, oficial médica naval.

As agressões terão ocorrido a 24 de março, em Belém, Lisboa. A PSP encontrou-a "com ferimentos".

Segundo fonte policial, não houve flagrante, mas o homem, 41 anos, foi detido devido aos "relatos credíveis de vizinhos, que presenciaram as agressões". A mulher recebeu tratamento e o militar foi levado para os calabouços da PSP, onde passou a noite e foi presente na manhã seguinte a juiz, que o libertou enquanto o caso é investigado.

A vítima disse não ter havido agressões anteriores, apesar de "discussões e injúrias". Têm dois filhos.

Contactada pelo CM, a Marinha disse que "na sequência de um facto pessoal" o oficial pediu, no dia 26, "a exoneração do cargo de capitão do Porto de Cascais", o que foi "imediatamente aceite", evitando "impacto nas importantes funções e na imagem da Autoridade Marítima".

O oficial estava a 5 meses de concluir os três anos de comissão em Cascais. O CM tentou, sem sucesso, contactá-lo. As funções são exercidas agora pelo capitão do Porto de Lisboa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)