Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Pai e filho condenados por assaltos a idosos em Faro

"Se estas situações voltarem a acontecer vão presos", alertou o juiz.
Tiago Griff 27 de Fevereiro de 2020 às 08:45
Tribunal
Tribunal de Faro
Tribunal
Tribunal de Faro
Tribunal
Tribunal de Faro
Dois homens, pai e filho, de 42 e 23 anos, foram esta quarta-feira condenados a penas de prisão de quatro anos e quatro anos e três meses, suspensas na execução, pelos crimes de roubo e roubo na forma tentada. O terceiro arguido, de 36 anos, suspeito de ter participado nos crimes, foi absolvido.

Os casos remontam ao início do ano passado e os alvos eram sempre idosos que moravam em zonas isoladas no interior do Algarve. As peças de ouro era o que mais interessava aos suspeitos. No caso mais grave, em abril de 2019, em Santa Bárbara de Nexe, uma idosa de nacionalidade inglesa, de 72 anos, fraturou a tíbia da perna direita na sequência do roubo.

"Se estas situações voltarem a acontecer vocês vão presos", alertou esta quarta-feira o juiz do Tribunal de Faro, durante a leitura do acórdão, visando especificamente José Encarnação Martins e José Fernandes Martins, pai e filho. Apesar de terem sido condenados pelos crimes que estavam a ser julgados, como as penas aplicadas são inferiores a cinco anos, o juiz decidiu pela suspensão das mesmas. Justificou a decisão pelo facto de os dois arguidos ainda não terem cadastro criminal e de um deles ser ainda novo. O outro arguido, Vítor Padeiro, foi absolvido por não se conseguir provar que tenha participado nos roubos.

Os arguidos respondiam por quatro crimes de roubo no interior dos concelhos de Faro e Olhão, sendo que num dos casos não foi dado como provado a presença de qualquer um dos arguidos no local.
Faro crime lei e justiça tribunal julgamentos questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)