Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

PJ faz buscas na PSP de Chaves após apreensão de armas de guerra. Há pelo menos um polícia envolvido

300 buscas estão a ser executadas e poderão ser detidas mais de uma dezena de pessoas. Judiciária caçou armas de guerra.
Tânia Laranjo e Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 13 de Outubro de 2020 às 11:09
PJ
PJ FOTO: Nuno Fonseca / Movephoto
Uma operação de grandes dimensões a decorrer na zona Norte do país e também em Espanha já permitiu a apreensão de dezenas de armas de fogo e carros de luxo. A PJ está a fazer buscas na PSP de Chaves, Montalegre, Vila Real, Mirandela, Guimarães, Tarouca e Viana do Castelo e, sabe o CM, há pelo menos um polícia, da PSP de Chaves, envolvido.

Um subintendente da PSP de Vila Real está a acompanhar os elementos da PJ de Vila Real nas buscas aos cacifos, em particular no cacifo do PSP que estará envolvido no tráfico de armas. 

Ao que o Correio da Manhã apurou, 300 elementos da PJ, de todas as diretorias com exceção das ilhas, estão envolvidos nas buscas com a colaboração de PSP e GNR. Em causa estão os crimes de tráfico de armas, estupefacientes, passagem de moeda falsa e corrupção passive, sendo este último imputado ao agente da PSP de Chaves. 

Todos os crimes integram o conceito de criminalidade altamente organizada, admitindo por isso a prisão preventiva como medida de coacção. 

O processo está a ser investigado há um ano sob coordenação do DIAP do Porto. Para já, há espingardas G3 apreendidas, bem como dezenas de armas de guerra.

A operação é coordenada pela PJ de Vila Real e conta com a colaboração de polícias de todo o país. Há 300 buscas a serem executadas e poderão ser detidas mais de uma dezena de pessoas.

Os suspeitos moram em toda a zona norte e a maioria dedicava-se ao crime violento. Só deverão ser presentes a tribunal na quarta-feira, para serem ouvidos por um juiz.
Norte PJ PSP Espanha crime lei e justiça polícia questões sociais
Ver comentários