Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Joacine Katar Moreira, Mariana Mortágua e dirigente da SOS Racismo ameaçadas por neonazis. PJ está a investigar

Famílias dos alvos das ameaças também estão na mira.
Correio da Manhã 12 de Agosto de 2020 às 19:39
Joacine Katar Moreira
Joacine Katar Moreira
Mamadou Ba é alvo de queixas
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Joacine Katar Moreira
Joacine Katar Moreira
Mamadou Ba é alvo de queixas
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
Joacine Katar Moreira
Joacine Katar Moreira
Mamadou Ba é alvo de queixas
Mamadou Ba, assessor do Bloco de Esquerda e dirigente da SOS Racismo
A Polícia Judiciária está a investigar ameaças feitas por um grupo neonazi a 10 pessoas, entre as quais, três deputadas, Beatriz Gomes e Mariana Mortágua do BE e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira, o dirigente do SOS Racismo, Mamadou Ba e o ativista Jonathan Costa, da Frente Unitária Antifascista, conhecidos pelo seu ativismo político antirracista e antifascista

Ao que apurou o CM, a associação SOS Racismo recebeu um email esta terça-feira que dá um prazo de 48 horas para que estas 10 pessoas rescindam dos seus cargos políticos e abandonem "território português". No mesmo email, ao qual o CM teve acesso, o grupo ameaça que, se não for cumprida a indicação, serão tomadas medidas contra os dirigentes e respectivos familiares "de forma a garantir a segurança do povo português". 


Mamadou Ba já foi, inclusive, ouvido esta tarde na Polícia Judiciária.

O Bloco de Esquerda já contactou a Polícia Jucidiária a queixar-se do sucedido e estão a preparar uma queixa ao Ministério Público. 

Leia o email na íntegra:

"Informe da Nova Ordem de Avis - Resistência Nacional:

- Beatriz Gomes
- Danilo Moreira
- Joacine Katar Moreira
- Mamadou Ba
- Jonathan Costa
- Rita Osório
- Vasco Santos
- Luís Lisboa
- Melissa Rodrigues
- Mariana Mortágua


Informamos que foi atribuído um prazo de 48 horas para os dirigentes antifascistas e anti-racistas incluídos nesta lista, para rescindirem das suas funções políticas e deixarem o território português.

Sendo o prazo ultrapassado, medidas serão tomadas contra estes dirigentes e os seus familiares, de forma a garantir a segurança do povo português. O mês de Agosto será mês da luta contra os traidores da nação e seus apoiantes. O mês de Agosto será o mês do reerguer nacionalista."
PJ SOS Racismo RTP Polícia Judiciária política parlamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)