Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Polícia apanhou 86 infetados com coronavírus nas ruas

Podem ser julgados por propagação de doença contagiosa.
Miguel Curado 2 de Maio de 2020 às 01:30
Fiscalização durante pandemia de coronavírus em Lisboa
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Fiscalização durante pandemia de coronavírus em Lisboa
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Fiscalização durante pandemia de coronavírus em Lisboa
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril
Ação de sensibilização e fiscalização da PSP na Ponte 25 de Abril

Oitenta e seis pessoas infetadas com Covid-19 foram presas pela PSP em violação do confinamento obrigatório a que estão sujeitas, durante operações de fiscalização realizadas entre 22 de março a 1 de maio, na vigência do estado de emergência.

Foram constituídas arguidas e podem ser julgadas pelo crime de propagação de doença infetocontagiosa. No total, a PSP prendeu 868 pessoas e contactou ou sensibilizou outras 195 668, 51 100 das quais idosas, para a necessidade de isolamento em casa.

Entre as detenções, estão 73 pelo crime de violência doméstica. A PSP fiscalizou ainda 325 247 viaturas e fechou 483 estabelecimentos, que funcionavam ilegalmente. Recorde-se que, tal como foi anunciado pelo Governo, a partir de amanhã será decretado o estado de calamidade pública.

O superintendente Luís Elias, diretor de Operações da PSP, disse ao CM que "serão reorientadas as prioridades operacionais" da instituição. "Continuará a verificar-se o confinamento. Vamos ainda impedir concentrações com mais de 10 pessoas e fiscalizar lojas, transportes, e zonas balneárias e de lazer", acrescentou o responsável.

Covid-19 PSP crime lei e justiça polícia
Ver comentários