Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Confirmado primeiro caso de português com coronavírus

Homem de 41 anos está a bordo do navio Diamond Princess.
Correio da Manhã e Lusa 22 de Fevereiro de 2020 às 18:11
Adriano Maranhão
Emmanuelle Maranhão
Cruzeiro Diamond Princess
Coronavírus
Adriano Maranhão
Emmanuelle Maranhão
Cruzeiro Diamond Princess
Coronavírus
Adriano Maranhão
Emmanuelle Maranhão
Cruzeiro Diamond Princess
Coronavírus

Foi confirmado o primeiro caso de um português infetado com coronavírus. O homem, de 41 anos e natural da Nazaré, é tripulante do navio Diamond Princess, o cruzeiro que se encontra em quarentena ao largo da costa do Japão. 

O português, Adriano Maranhão, é, segundo declarações da sua mulher à Lusa, canalizador do navio, onde estava em missão desde 13 de dezembro.


A informação foi confirmada ao CM pela esposa de Adriano Maranhão, que dá conta de que o homem que trabalha naquele navio cruzeiro há cinco anos, realizou testes à saliva há dois dias após terem desembarcado os passageiros. Testes esses cujo resultado deu positivo. 



Emmanuelle Maranhão revelou que soube dos resultados este domingo, tendo sido informada pelo marido cerca das 14h00. Acrescentou ainda que o homem está "fechado, isolado, sozinho" numa cabine do navio, que se encontra de quarentena atracado no porto de Yokohama, há cerca de oito horas.

"Neste momento está numa cabine, fechado, desde há 7 ou 8 horas, ou mais, sem apoio, sem medicação, sem tratamento, sem nenhum tipo de procedimento nem encaminhamento e sem comer sequer", lamentou Emmanuelle Maranhão à Lusa, referindo que tem tentado contactar quer o Governo, quer a embaixada, quer a empresa do navio, mas sem obter mais informações.

A mulher acompanha esta situação em permanência e disse ao CM que espera que o Estado português faça o mesmo acompanhamento "de perto", para que o marido "seja tratado e regresse seguro" ao País.

Emmanuelle Maranhão lamenta a falta de apoio ao marido, referindo que "ainda não obteve resposta nenhuma" e que Adriano continua no quarto sem que ninguém lhe dê mais informações.

"Um cidadão português que está infetado, está em serviço, está a cumprir as suas funções e está dentro desta confusão tem de ter um apoio", afirmou, sublinhando que Adriano Maranhão "é pai de 3 filhos pequenos".

Ao CM, a Direção-Geral da Saúde não confirma oficialmente este caso positivo de infeção por coronavírus.

Contactada pela Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma que ainda está à espera de confirmação oficial, mas admitiu que recebeu informação do Japão na sexta-feira à noite a informar que a tripulação do navio tinha começado a ser testada no dia 20.

"Estamos à espera de informação. Como é de noite agora no Japão, calculo que amanhã tenhamos informação concreta sobre os resultados", afirmou.

O cruzeiro, ancorado no porto de Yokohama, a sul de Tóquio, é o maior foco de Covid-19 fora da China continental, tendo registado mais de 600 infetados entre os passageiros, dois dos quais morreram.

Na quarta-feira, as autoridades japonesas deram início à operação de desembarque dos passageiros saudáveis, findo o período de quarentena do navio, iniciado em 03 de fevereiro, operação que terminou na sexta-feira.

Em atualização

Japão Diamond Princess primeiro português infectado infeção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)