Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Professora agredida por aluno no corredor de escola secundária

Docente de 63 anos foi atingida nas costas e necessitou de receber tratamento hospitalar.
Nelson Rodrigues 19 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Agressão aconteceu num corredor da Escola Secundária do Castêlo da Maia
Agressão aconteceu num corredor da Escola Secundária do Castêlo da Maia FOTO: Manuel Encarnação

Uma professora de Português, de 63 anos, foi agredida por um aluno, de 13, num corredor da Escola Secundária do Castêlo da Maia. A docente foi atingida por um objeto nas costas, na segunda-feira à tarde, e necessitou de receber socorro numa unidade hospitalar. O caso já foi comunicado à GNR. No espaço de três meses, este é o segundo caso de violência nesta instituição de ensino da Maia. Em outubro, uma outra professora foi agredida por uma menor, de 14 anos, durante uma aula de Educação Física.

A professora agora agredida tinha voltado ao trabalho há pouco mais de um mês, depois de ter sido submetida a uma cirurgia por problemas oncológicos. Após ter sido observada no Hospital Trofa Saúde, na Maia, onde esteve durante cerca de quatro horas, a docente ficou de baixa médica e não dará aulas nos próximos dias.

A agressão ocorreu por volta das 18h00 de segunda-feira. Sem que nada o fizesse prever, quando caminhava no corredor, a professora foi atingida por um objeto pesado nas costas. A pancada foi desferida por um estudante do 7º ano, que não é seu aluno. Com dores, a docente chamou um táxi e foi ao hospital. A queixa foi apresentada na GNR, esta terça-feira de manhã.

"A professora ficou muito abalada. O problema é a falta de assistentes operacionais na escola. Sem haver ordem nos corredores, só pode haver indisciplina", disse uma testemunha.

A agência Lusa contactou o Ministério da Educação que, disse, de acordo com a informação da direção da escola, "o incidente ocorrido na segunda-feira não constituirá um episódio de agressão".

"Não terá existido intencionalidade", lê-se na resposta remetida à Lusa pelo gabinete do ministro Tiago Brandão Rodrigues, acrescentando que "o aluno estaria a atirar a chave do cacifo a outro colega, tendo esta atingido a professora".

"Ainda assim, a escola tem em curso um procedimento interno para que não haja dúvidas quanto ao sucedido", termina a nota.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)