Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Prognóstico reservado para feridos mais graves do acidente com Alfa Pendular em Soure

Vítimas continuam internadas nos Hospitais da Universidade de Coimbra.
Lusa 3 de Agosto de 2020 às 12:11
Acidente com Alfa pendular na Linha do Norte em Soure
Acidente com Alfa pendular em Soure
Acidente com Alfa pendular na Linha do Norte em Soure
Comboio alfa colide com máquina e mata duas pessoas em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com Alfa pendular na Linha do Norte em Soure
Acidente com Alfa pendular em Soure
Acidente com Alfa pendular na Linha do Norte em Soure
Comboio alfa colide com máquina e mata duas pessoas em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com Alfa pendular na Linha do Norte em Soure
Acidente com Alfa pendular em Soure
Acidente com Alfa pendular na Linha do Norte em Soure
Comboio alfa colide com máquina e mata duas pessoas em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
Acidente com alfa pendular em Soure
O estado de saúde de dois dos três feridos do acidente de comboio em Soure que continuam internados nos Hospitais da Universidade de Coimbra mantém-se com prognóstico reservado, disse à agência Lusa fonte hospitalar.

Segundo o gabinete de relações públicas do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), o maquinista do Alfa Pendular que, na sexta-feira, chocou com uma máquina que circulava na Linha do Norte é o ferido mais grave, encontrando-se internado na Unidade de Medicina Intensiva.

Embora não corra risco de vida, a vítima "mantém-se estável, do ponto de vista hemodinâmico ventilatório, e mantém prognóstico reservado".

Os outros feridos, duas mulheres, estão internados na Unidade de Cuidados Cirúrgicos Intermédios (UCCI), de acordo com o gabinete de relações públicas do CHUC.

"Uma das pessoas mantém-se estável do ponto de vista analítico e hemodinâmico, mas com necessidade de repetir exames de imagem para orientar os tratamentos a seguir. Também tem prognóstico reservado", disse.

A outra doente "mantém-se estável em vigilância e com bom prognóstico".

O descarrilamento do comboio Alfa Pendular, no concelho de Soure, distrito de Coimbra, com 212 passageiros, provocou na sexta-feira dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros.

Dos 44 feridos, quatro tiveram alta no local, 28 foram transportados para o CHUC, incluindo três crianças, e 12 foram assistidos no Hospital da Figueira da Foz.

Quase todos os feridos já tiveram alta hospitalar, à exceção dos três que permanecem internados em Coimbra.

O comboio seguia no sentido sul-norte com destino a Braga e o descarrilamento ocorreu após o embate entre o Alfa Pendular e uma máquina de trabalho, perto da vila de Soure, junto à localidade de Matas.

Segundo uma nota informativa do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF), a que a agência Lusa teve acesso, o veículo de conservação de catenária, no qual seguiam duas pessoas - as duas vítimas mortais -, passou um sinal vermelho e entrou na Linha do Norte, tendo sido abalroado pelo comboio Alfa Pendular.

Entretanto, a circulação ferroviária nas duas vias na Linha do Norte entre Pombal e Alfarelos, interrompida desde sexta-feira devido a um acidente, foi restabelecida hoje, com limitações de velocidade, anunciou a Infraestruturas de Portugal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)