Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Reclusa encontrada morta na cela em Tires

Outra reclusa teve de ser observada devido a problemas cardíacos.
6 de Dezembro de 2018 às 10:17
Cadeia de Tires, em Cascais
Cadeia feminina de Tires, em Cascais
Grades de Prisão
Cadeia de Tires, em Cascais
Cadeia feminina de Tires, em Cascais
Grades de Prisão
Cadeia de Tires, em Cascais
Cadeia feminina de Tires, em Cascais
Grades de Prisão
Uma reclusa foi morreu esta quarta-feira na cadeia de Tires, depois de as companheiras de cela terem dado com a vítima inanimada. As causas ainda estão a ser investigadas.

À tarde, outra reclusa da mesma prisão teve de ser observada devido a problemas cardíacos.

Em resposta a um pedido de esclarecimento do CM, a 
Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais informa que, "pelas 8h de dia 5 de dezembro,  as reclusas que coabitavam na camarata com uma terceira companheira chamaram, informando que a colega se encontrava inanimada. Os serviços clínicos do Estabelecimento Prisional de Tires procederam imediatamente a manobras de reanimação, tendo igualmente, sido chamado o INEM que veio a confirmar o óbito às 8.30 horas".

Segundo a mesma fonte, "o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal para autópsia, cujos resultados se aguardam, pelo que se desconhece, por ora, a causa de morte. Todavia, o percurso prisional da reclusa não permite, à partida, presumir, que esta tenha resultado de overdose".

Na tarde da mesma quarta-feira, uma outra reclusa do Estabelecimento Prisional de Tires, que é doente cardíaca, foi alvo de uma avaliação que revelou que estava com a pressão arterial alta, pelo que, "por prevenção, foi levada a observação em Hospital do Serviço Nacional de Saúde, após o que regressou ao estabelecimento prisional, encontrando-se bem".

Tires crime lei e justiça prisão reclusa morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)