Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Recolher forçado para jovem de 16 anos que agrediu a mãe

Rapaz obrigado a horário limite para entrar em casa.
Miguel Curado 23 de Setembro de 2020 às 08:46
Menor foi detido em flagrante por uma patrulha da PSP mas foi enviado de volta a casa pelo tribunal
Menor foi detido em flagrante por uma patrulha da PSP mas foi enviado de volta a casa pelo tribunal FOTO: istockphoto
Um jovem, de 16 anos, preso em flagrante pela PSP no Lumiar, em Lisboa, a agredir e ameaçar de morte a mãe, de 49, foi solto pelo tribunal. Além de permitir que o jovem regresse a casa, o juiz decretou-lhe um horário de recolher obrigatório.

Segundo informação oficial do Comando da PSP de Lisboa, a intervenção que levou à detenção do jovem ocorreu pelas 22h50 de domingo, na freguesia de Santa Clara.

Uma patrulha da 3ª Divisão do Comando de Lisboa, empenhada na ronda normal de policiamento de visibilidade, deparou-se com a vítima a pedir ajuda na via pública. A mulher, de 49 anos, alegou aos polícias que estava a ser perseguida pelo próprio filho. Em comunicado, a PSP explicou que a mulher descreveu ter sido agredida com violência pelo menor. Momentos depois, o jovem chegou ao local onde a mãe se encontrava. Nem a presença da PSP o travou, com o agressor a ameaçar a progenitora de morte. A patrulha prendeu, de imediato, o jovem.

Presente, na manhã de segunda-feira, a um juiz de instrução no Campus de Justiça, em Lisboa, o arguido ficou sujeito a termo de identidade e residência, sendo autorizado a regressar à casa onde residia com a mãe.

Mas o juiz impôs outras medidas de coação acessórias ao jovem. Assim, ficou desde logo obrigado a regressar à escola, de onde estava ausente há muito tempo. Além disso, o arguido deve regressar a casa até às 22h00 nos dias de semana, e até às 23h00 no fim de semana.
Ver comentários