Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Rede organizada apanhada com 250 mil euros de meixão vivo em Cascais

Constituídos 10 arguidos que vendiam para a Ásia.
Miguel Curado 20 de Outubro de 2019 às 10:55
ASAE
ASAE FOTO: CMTV
A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou este sábado o desmantelamento de uma rede organizada, sediada em Cascais, que se dedicava à apanha e posterior tráfico internacional de meixão (enguia bebé), com recurso a correios que expediam o produto, por via aérea, para países asiáticos como a China ou o Vietname.

Foram constituídos 10 arguidos e apreendidos 137 quilos de meixão vivo, com valor de mercado estimado em 250 mil euros.

Ao que o CM apurou, a investigação começou ainda durante o ano passado, depois de a Autoridade Tributária ter prendido três ‘correios de droga’, apanhados quando se preparavam para voar com meixão vivo em malas de porão. Com o apoio da Europol, e das polícias espanhola e francesa, os investigadores da ASAE encontraram a base do grupo, em Cascais.

Além dos 137 quilos de meixão, foram apreendidos seis mil euros, 30 malas de porão, e 200 malas térmicas de transporte. Os crimes agora descobertos pela ASAE são de cariz ambiental, e a investigação contou, por isso, com o apoio do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.
Ver comentários