Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Rui Pinto recusa ficar sem máscara durante julgamento

Antigo senhorio húngaro não conseguiu identificar pirata informático com máscara.
Débora Carvalho 22 de Janeiro de 2021 às 08:34
Rui Pinto
Rui Pinto
Rui Pinto recusou esta quinta-feira tirar a máscara de proteção em tribunal devido à pandemia. O pedido foi feito para que o pirata informático pudesse mostrar a cara a uma testemunha que o tentava identificar no julgamento do processo ‘Football Leaks’.

Tratava-se do antigo senhorio de Rui Pinto na Hungria, Bálint Bozó. A procuradora Marta Viegas chamou o arguido ao centro da sala de audiências, onde estava a ser efetuada a videoconferência. Mas Rui Pinto, que tinha duas máscaras colocadas, entendeu que não devia retirar a proteção, por “razões sanitárias”. Esta posição foi também defendida pela sua advogada, Luísa Teixeira da Mota.

O antigo senhorio húngaro revelou dificuldades em fazer o reconhecimento do antigo inquilino com a máscara colocada. Para demover o arguido, os juízes e advogados ainda se levantaram dos seus lugares e afastaram-se, mas Rui Pinto mostrou-se irredutível. A solução encontrada foi mostrar ao cidadão húngaro uma fotografia do criador do Football Leaks. Perante a mesma, não restaram dúvidas: tratava-se do jovem informático que arrendou um quarto em Budapeste (Hungria) entre 2015 e 2016. “Era um rapaz novo, boa pessoa e português. E sei que andava na universidade”, relatou Bálint Bozó.

A testemunha adiantou ainda que Rui Pinto acabou por deixar o quarto do apartamento que partilhava com outras pessoas ao fim de cerca de um ano para ir viver sozinho para outra casa, acrescentando que o quarto foi passado a pente fino pelas autoridades em 2019.

Está acusado de 90 crimes
Rui Pinto, de 32 anos, está acusado de 90 crimes, entre os quais tentativa de extorsão ao fundo de investimento Doyen e sabotagem informática no Sporting.

Colabora com as autoridades
O criador do ‘Football Leaks’ está em liberdade desde agosto do ano passado, devido à sua colaboração com a Polícia Judiciária. Integra o programa de proteção de testemunhas. 
Rui Pinto Football Leaks Hungria Bálint Bozó crime lei e justiça julgamentos hacker
Ver comentários