Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Sem-abrigo apanha 17 anos por espancar e asfixiar até à morte

René Oura, de 46 anos, foi agredido de forma violenta e asfixiado decisão Arguido, de nacionalidade ucraniana, será expulso do País.
Ana Isabel Fonseca 24 de Fevereiro de 2021 às 08:21
Vítima atacada por homicida para entregar dinheiro e telemóvel
René Oura tinha 46 anos e foi morto em 2019
Vítima atacada por homicida para entregar dinheiro e telemóvel
René Oura tinha 46 anos e foi morto em 2019
Vítima atacada por homicida para entregar dinheiro e telemóvel
René Oura tinha 46 anos e foi morto em 2019
René Oura foi espancado de forma violenta e asfixiado até à morte a 6 de dezembro de 2019, apenas dois dias depois de ter viajado do Brasil para o Porto. Os juízes do Tribunal de São João Novo não tiveram dúvidas de que o autor da morte foi Oleksandr Kostyuchenko, um sem-abrigo de nacionalidade ucraniana. Foi ontem condenado a 17 anos de cadeia por homicídio qualificado. Cometeu o crime para roubar 800 euros e um telemóvel.

O arguido, de 42 anos e que está já preso, foi ainda punido com a pena acessória de expulsão do País. Após cumprir a condenação, terá de sair de Portugal e fica impedido de voltar durante cinco anos.

Ficou provado que René, de 46 anos e que tinha um problema de adição de drogas, conheceu a vítima junto à zona da Trindade. Foram depois juntos até ao bairro de Francos, onde compraram produto estupefaciente. Quando estavam a consumir, Oleksandr matou a vítima.

“Agiu traiçoeiramente, o que torna os factos ainda mais graves. A comunidade não tolera este tipo de comportamentos, exigem que sejam severamente punidos”, disse o juiz Nuno Matos.

René deixou a mulher e três filhos em São Paulo. Planeava ficar a viver no Porto.

Ver comentários