Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Senhorio quer ‘apagar’ local onde Valentina foi morta

Dono disse que entrou duas vezes desde o dia em que o crime foi desvendado.
J.D. 2 de Julho de 2020 às 09:00
Memorial lembra Valentina
Memorial lembra Valentina FOTO: Ricardo Ponte
O proprietário da casa onde Valentina foi assassinada, em Atouguia da Baleia, Peniche, quer destruir e refazer a casa de banho. É nessa divisão que a Polícia Judiciária acredita que ocorreram as agressões fatais para a menina de 9 anos, às mãos do pai, Sandro Bernardo.

Na casa arrendada em nome da mãe da madrasta de Valentina, uma idosa de 80 anos, o dono disse ao CM que lá entrou duas vezes desde o dia em que o crime foi desvendado. A seis quilómetros da habitação, o pinhal onde foi encontrado o corpo da menina tornou-se num memorial criado pelos moradores, que deixam flores, peluches e mensagens para homenagear Valentina.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)