Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Suspeito de abrir fogo à porta de discoteca na Figueira da Foz detido pela PJ

Caso remonta a dezembro de 2019. Este sábado o homem voltou a causar problemas junto a um bar e acabou detido.
Lusa 29 de Fevereiro de 2020 às 17:57
A carregar o vídeo ...
Suspeito de abrir fogo à porta de discoteca na Figueira da Foz detido pela PJ
Um homem suspeito de ter disparado vários tiros à porta de uma discoteca da Figueira da Foz, em dezembro de 2019, foi este sábado detido pela Polícia Judiciária (PJ), disse fonte policial.

Em declarações à Lusa, fonte da Diretoria do Centro da PJ confirmou a detenção de um homem, suspeito de homicídio na forma tentada, numa operação ainda em curso para recolha e consolidação de prova, realizada em colaboração com a PSP da Figueira da Foz.

O caso que deu origem à investigação da PJ ocorreu há três meses, na manhã de 01 de dezembro de 2019, quando um homem disparou mais de uma dezena de tiros à porta da discoteca NB, localizada na zona turística do Bairro Novo, junto ao Casino, numa altura em que várias pessoas iam a sair, mas sem provocar vítimas.

Na altura, perseguido pela PSP, o suspeito fugiu ao volante de uma viatura e despistou-se na avenida que atravessa a zona ribeirinha da cidade, batendo com o carro, que ali ficou imobilizado. Na sequência do acidente, terá fugido a pé.

Junto ao espaço de diversão noturna, a reportagem da Lusa verificou, na ocasião, a existência de 13 marcas de projeteis, na parede exterior, na porta e pelo menos uma no interior da discoteca. O caso, por envolver armas de fogo, transitou para a PJ que esteve, naquele dia, a recolher indícios no local e assumiu a investigação.

Já de acordo com fonte da PSP, o mesmo homem, que terá entre 20 e 30 anos, é ainda suspeito de ser o autor das agressões sofridas por um bombeiro voluntário, agredido com uma cabeçada no nariz, dentro do quartel, no passado dia 15, num episódio de desentendimentos relacionado com o cão da corporação.

Este sábado, o mesmo homem voltou a deslocar-se ao bar anexo ao quartel dos Voluntários da Figueira da Foz e, perante nova altercação envolvendo um familiar que o acompanhava, os bombeiros chamaram a polícia.

Ver comentários