Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Tenta matar jovens na Foz do Porto após desentendimento

Atirador julgado por tentativa de homicídio e tráfico.
Ana Isabel Fonseca 31 de Outubro de 2020 às 10:17
Disparos foram efetuados na rua do Molhe, na Foz, junto à discoteca Indústria
Disparos foram efetuados na rua do Molhe, na Foz, junto à discoteca Indústria FOTO: Marc Ricardo Silva
Dirigia-se para o carro, sacou de uma pistola e atingiu a tiro um jovem com quem se desentendera, pouco antes. À porta da discoteca Indústria, na rua do Molhe, Porto, a vítima foi baleada no abdómen e num braço. Um amigo foi em socorro, dirigiu-se ao atirador e também ele foi atingido na barriga.

O suspeito fugiu logo após o crime, a 14 de dezembro do ano passado, foi detido quase dois meses depois pela Polícia Judiciária do Porto e vai ser, agora, julgado no Tribunal de S. João Novo, por dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada, detenção de arma proibida e tráfico de menor gravidade, já que, quando foi preso, tinha uma pequena quantidade de canábis.

"O arguido não era titular de qualquer licença, nem autorização que lhe permitisse validamente deter armas de fogo, incluindo a referida pistola. Tinha plena consciência de que na zona do abdómen de toda e qualquer pessoa encontram-se alojados órgãos humanos vitais", refere a acusação, dando conta de que o arguido quis provocar a morte das vítimas. A acusação não explica, no entanto, o que esteve na origem deste crime.

PORMENORES
Suspeito está preso
O arguido já estava a dirigir-se para o carro quando foi abordado por uma das vítimas e, logo depois, disparou. As vítimas, atingidas a tiro, estiveram várias semanas internadas. O atirador, de 22 anos, está preso.

Discoteca já fechada
No dia da tentativa de homicídio, a discoteca Indústria indicou, em comunicado, que o espaço de diversão noturna já estava encerrado quando ocorreram os disparos e que não foi registado "nenhum incidente no interior durante o período de funcionamento".
Ver comentários