Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Trânsito interditado na serra de Sintra entre quarta-feira e sábado devido ao risco de incêndio

No perímetro florestal da serra de Sintra passa a vigorar a "proibição de circulação, estacionamento e permanência de viaturas".
Lusa 21 de Julho de 2020 às 23:02
Serra de Sintra
Serra de Sintra FOTO: Direitos Reservados
O trânsito na serra de Sintra vai estar interditado entre as 00:00 de quarta-feira e até ao final do dia de sábado, devido ao risco de incêndio no concelho, determinou hoje o município.

Em comunicado, a autarquia do distrito de Lisboa explica que no perímetro florestal da serra de Sintra passa a vigorar a "proibição de circulação, estacionamento e permanência de viaturas".

A medida vigora entre as 00:00 de quarta-feira e as 23:59 de sábado, e apenas não se aplica a "veículos de moradores e de empresas aí sediadas, transportes públicos de passageiros, veículos de socorro, de emergência e das entidades integrantes do Sistema Municipal de Proteção Civil".

"Urge preservar a serra de Sintra, Paisagem Cultural Património Mundial UNESCO [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura], e defendê-la para as gerações vindouras", realça a nota.

A autarquia lembra que para o concelho de Sintra prevê-se o risco de incêndio rural elevado na quarta e quinta-feira e muito elevado entre sexta-feira e sábado.

"A serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de incêndio florestal, caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se, assim, fundamental acautelar a sua proteção, manutenção e conservação considerados objetivos do interesse público, de âmbito mundial, nacional e municipal, acrescenta.

A autarquia explica também que esta interdição será avaliada de 12 em 12 horas, podendo ser "agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar".

A Câmara de Sintra vai ainda disponibilizar "transporte gratuito" dos dois parques de estacionamento periféricos à serra de Sintra, localizados na Portela de Sintra e na Cavaleira, para a estação de comboios de Sintra.

serra de Sintra política autoridades locais questões sociais acidentes e desastres incêndios
Ver comentários