Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Três desalojados após incêndio em habitação no concelho de Porto de Mós

"O que não ficou destruído ficou inabitável devido ao fumo e ao combate ao incêndio", adiantou o comandante.
Lusa 26 de Outubro de 2020 às 16:23
Bombeiros
Bombeiros FOTO: CMTV
Três pessoas ficaram hoje desalojadas após a casa onde viviam, em Alvados, concelho de Porto de Mós, ter ficado parcialmente destruída na sequência de um incêndio, informou fonte dos bombeiros.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Mira de Aire, Hélder Gonçalves, explicou que se tratou de um incêndio numa habitação unifamiliar que "foi parcialmente destruída".

"O que não ficou destruído ficou inabitável devido ao fumo e ao combate ao incêndio", adiantou o comandante, referindo que na casa viviam duas mulheres e a filha de uma delas, que se encontrava na escola.

Helder Gonçalves esclareceu que as duas mulheres, assim como um vizinho, que "foi quem socorrer antes da chegada dos bombeiros", acabaram por ser transportados para o Hospital de Santo André, em Leiria, devido à inalação de fumos.

"Não correm perigo", acrescentou o comandante da corporação de Mira de Aire, referindo que os serviços sociais e de Proteção Civil do Município de Porto de Mós "estão a tratar do realojamento das moradoras".

O alerta para o incêndio chegou às autoridades pelas 11h00.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro do Leiria adiantou que no local estiveram 28 operacionais, apoiados por 10 viaturas, dos bombeiros, INEM e GNR.

Mira de Aire, Juncal, Porto de Mós e Minde foram as corporações mobilizadas.

Incêndio Porto de Mós Alvados Mira de Aire acidentes e desastres incêndios
Ver comentários