Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Três fogos em pleno janeiro no Centro e Norte

Um dos incêndios tem origem criminosa, segundo as “diligências iniciais” da GNR.
Isabel Jordão 29 de Janeiro de 2022 às 09:20
Fogos fora de época alarmam
Fogos fora de época alarmam FOTO: Pedro Brutt Pacheco
Dois incêndios deflagraram esta sexta-feira nos parques naturais de Montesinho, em Bragança, e das Serras de Aire e Candeeiros, em Porto de Mós, este com origem criminosa, segundo as “diligências iniciais” da GNR. Um terceiro fogo mobilizou 200 operacionais e dois meios aéreos em Arões, Vale de Cambra. As chamas estiveram perto da aldeia da Felgueira.

Em Porto de Mós, as chamas deflagraram no Trilho da Portela Nova, Arrimal, pelas 07h00, numa zona de difícil acesso, e destruíram 6,3 hectares de mato rasteiro, tendo sido combatidas por bombeiros da Benedita, Juncal, Alcobaça, Mira de Aire e Porto de Mós

Em Bragança, o incêndio deflagrou às 04h00, na zona da Lama Grande, na linha de fronteira com Espanha e foi combatido por bombeiros portugueses e espanhóis, num total de 86 operacionais, apoiados por meios aéreos e terrestres. A origem é desconhecida. O comandante das operações, Carlos Martins, disse que as chamas destruíram mato, de um lado e do outro da fronteira.
Ver comentários