Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Treze do SEF sob investigação no caso da morte de ucraniano no Aeroporto de Lisboa

Ihor Homenyuk foi violentamente espancado e asfixiado.
Diogo Silva e Sérgio A. Vitorino 1 de Novembro de 2020 às 09:41
FOTO: direitos reservados
A Inspeção Geral da Administração Interna propôs instaurar processos disciplinares a 13 elementos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que diz terem estado envolvidos na morte do ucraniano Ihor Homenyuk, de 40 anos, no aeroporto de Lisboa, noticiou o ‘Público’.

Além dos três inspetores já acusados por homicídio (Bruno Sousa, Duarte Laja e Luís Silva), são apontadas culpas a sete outros, a uma técnica e aos diretor e subdiretor de Lisboa (já demitidos).

Ihor morreu a 12 de março, após violentas agressões pelos três inspetores. A vítima permaneceu várias horas algemada com fita adesiva, em condições desumanas, sem cuidados médicos ou preocupação pelas suas necessidades fisiológicas básicas. Um enfermeiro ainda se apercebeu da gravidade, mas nada fez.

Ver comentários