Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Ex-presidente da Relação de Lisboa ganhou 280 mil euros com julgamento privado

Vaz das Neves, que está indiciado por corrupção e abuso de poder na Operação Lex, é suspeito de ter viciado sorteios de processos aos juízes.
SÁBADO 27 de Fevereiro de 2020 às 10:17
Vaz das Neves
Vaz das Neves FOTO: Duarte Roriz
O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Vaz das Neves, que tem uma empresa através da qual presta serviços de arbitragem extrajudicial, usou o salão nobre deste edifício para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. 

Em causa estava um litígio entre o grupo Altis e o fundo de investimento imobiliário Explorer relacionado com o Altis Park, unidade hoteleira situada nas Olaias, em Lisboa, revela o jornal Público.

Ana Gomes já reagiu à notícia no Twitter relembrando que Orlando Figueira, procurador da República, foi preso por suspeitas de corrupção. "O terceiro juíz desembargador sob suspeita de corrupção que não vai preso (...) Será menos ou mais grave a suspeita de corrupção num juíz?", questiona. 
vaz das neves ex-presidente relação de lisboa operação lex
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)