Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Violência doméstica sobe após quarentena

Entre maio e agosto foram feitas 11 214 queixas à PSP e GNR.
Miguel Curado 25 de Outubro de 2020 às 09:53
Feitas 19 mil queixas de agressão
Feitas 19 mil queixas de agressão FOTO: iStockPhoto
Apesar de os primeiros oito meses do ano terem trazido uma diminuição de 4,8% nas participações por violência doméstica à PSP e GNR (19 037, contra as 20 014 do período homólogo de 2019), os pedidos de socorro das vítimas aumentaram após os três períodos de estado de emergência (entre março e fim de abril), decretados pelo Governo para prevenir a propagação da Covid-19.

Assim, se até abril deste ano as duas forças de segurança receberam 8 273 participações de vítimas deste tipo de crime, entre maio e agosto foram feitas 11 214 queixas, o que representa uma subida de 35,5% entre os dois quadrimestres.

No que diz respeito a detidos, a GNR enviou ao CM dados correspondentes aos primeiros oito meses de 2020, período em que deteve 157 pessoas por agressões a cônjuge ou análogo, a menores, e por outros crimes de violência doméstica. Já a PSP, entre janeiro e setembro, fez 440 detenções no mesmo contexto de violência doméstica, apreendendo ainda 192 armas de fogo aos agressores.
PSP GNR Covid-19 Governo crime lei e justiça polícia crime
Ver comentários