Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Portugal vai ser dos países mais afetados pelas alterações climáticas

Subida do nível das águas entre os fatores mais impactantes.
Lusa 20 de Maio de 2022 às 15:35
Praia xx
Praia xx FOTO: Getty Images
O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, alertou esta sexta-feira que Portugal é, na Europa, "um dos países que mais sente e vai sentir" os efeitos das alterações climáticas como a subida do nível das águas.

"Portugal é em toda a Europa um dos países que mais sente, e mais vai sentir, os efeitos das alterações climáticas e dos fenómenos extremos e subida do nível de águas", afirmou o governante, em Vila do Conde, no distrito do Porto, a discursar numa cerimónia de assinatura de um protocolo de intervenção para proteger o sistema dunar entre Mindelo e a Ribeira de Silvares.

Duarte Cordeiro salientou que "todo o litoral vai obrigar a uma atuação permanente, vigilante e persistente de recarga de praias, reposição do sistema dunar, manutenção de estruturas de defesa costeira, de desassoreamento dos sistemas dunar e das barras.

O ministro recordou que já estão previstos "importantes investimentos no litoral", com recursos a financiamento europeu, de 143 milhões de euros, dos quais já foram aprovados 118 milhões de euros e executados cerca de 77.

Quanto ao projeto protocolado, orçado em 800 mil euros, para proteção do sistema dunar entre Mindelo e a Ribeira de Silvares, segundo explicou o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, Pimenta Machado, aquele pretende resolver "o agravamento do estado da erosão costeira, da deslocação da duna primária para o interior e da invasão do passadiço existente na área e o quadro de instabilidade dunar e estrutural" resultante dos "grandes volumes de areia" no local.

Na sessão, foi ainda anunciado que a intervenção de proteção e reabilitação da marginal da praia de Árvore, em Vila do Conde, vai "estar em curso até ao final deste mês".

No total, o plano de recuperação e requalificação ambiental de Vila do Conde prevê um investimento de cerca de cinco milhões de euros (ME) em quatro projetos, sendo eles o de proteção e reabilitação do sistema costeiro na Marginal Atlântica (1,09ME) e de proteção e reabilitação da defesa aderente da marginal da praia de Arvore (1,8ME), ambos já aprovados para financiamento europeu, e o projeto de reabilitação da marginal no rio Ave (1,98ME) e de proteção do sistema dunal entre Mindelo e a Ribeira de Silvares (0,8ME), estes em fase de candidatura ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

Climática Portugal Vila do Conde Europa ambiente autoridades locais alterações climáticas
Ver comentários
}