Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Proteção Civil emite alerta para agravamento do mau tempo para amanhã

São esperados períodos de chuva forte e agitação marítima na região Norte do País.
Correio da Manhã 15 de Janeiro de 2020 às 21:36
Alerta CM
Chuva
Chuva FOTO: Pixabay
A Proteção Civil emitiu um comunicado esta quarta-feira no qual alerta para o agravamento do estado das condições meteorológicas entre as 12h00 e as 18h00 desta quinta-feira.

O aviso, com especial incidência para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Vila Real, aponta para períodos de chuva, por vezes forte, a partir do fim da manhã; vento no litoral oeste norte e centro, com rajadas até 80 km/h, que poderão ser de 100km/h nas terras altas; e agitação marítima a partir do início da próxima madrugada em toda a costa.

A forte precipitação prevista pode acumular-se nas bacias hidrográficas da região Norte, "em particular Lima, Cávado e margem Norte do Douro", o que pode provocar "valores acumulados elevados nas próximas 24 horas, importando manter a vigilância para antecipar o aumento da cota dos cursos de água". 

A Proteção Civil alerta ainda para "a especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações e em particular em bacias hidrográficas não regularizadas e de escoamento rápido".

A mesma entidade alerta para o "piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água, inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem, danos em estruturas montadas ou suspensas, possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte e possíveis acidentes na orla costeira".

Como medidas preventivas, a Proteção Civil alerta para a adoção de comportamentos adequados, nomeadamente "garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a formação de lençóis de água nas vias, não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas, garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas e ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte"
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)