Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Veja aqui algumas dicas para treinar ao ar livre

Nunca se esqueça de levar consigo água, protetor solar e calçado confortável para a prática de exercício.
Vanessa Fidalgo 3 de Agosto de 2020 às 08:45
Dicas para treinar ao ar livre
Dicas para treinar ao ar livre
Dicas para treinar ao ar livre
Dicas para treinar ao ar livre
Dicas para treinar ao ar livre
Dicas para treinar ao ar livre
Se ainda não arranjou coragem para voltar ao ginásio, aproveite agora, pois o verão é a oportunidade para usufruir melhor dos espaços ao ar livre, que também podem ser uma motivação para quem quer manter a forma.

A conclusão é de um grupo de investigadores da Universidade de Exeter, no Reino Unido: o exercício ao ar livre é mais estimulante do que o desporto "entre quatro paredes", potenciando nos participantes "a vontade de repetir". E os benefícios são inúmeros. Investigadores da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, dizem que vinte minutos em contacto com a natureza são suficientes para sentir uma melhoria significativa de vitalidade no resto do dia. "As pessoas com maior vitalidade também são mais resilientes em relação às doenças", lembra Richard Ryan, psicólogo e responsável pela pesquisa.

Para quem pratica desporto ao ar livre, a liberdade é total. Não há horários nem rotinas - mas certos hábitos podem fazer alcançar resultados mais consistentes e satisfatórios, conforme explica o médico ortopedista Paulo Amado, coordenador da unidade de Medicina Desportiva do Hospital dos Lusíadas do Porto. "Logo pela manhã devemos fazer alguns movimentos articulares; agachamentos, flexões ou alongamentos. Podemos sair de casa ou optar por fazê-los mesmo na varanda", explica.

Quem passa o dia a trabalhar, sobretudo sentado ao computador, deve fazer pausas de hora a hora e levantar-se por alguns minutos. No final do dia deve, novamente, reservar um período para voltar ao exercício. "Correr, andar de bicicleta, nadar ou simplesmente andar. Há até quem opte por fazer uma caminhada depois de jantar, pois o tempo está mas fresco e sempre ajuda a digerir melhor a refeição da noite", lembra Paulo Amado.

É fundamental hidratar-se
"Beber água é fundamental, não só por uma questão de hidratação mas também para evitar lesões musculares", avisa. E no monumento de encher a garrafa, o melhor mesmo é optar pela tradicional água: é mais prática e acessível, mais barata e faz melhor à saúde do que as chamadas bebidas isotónicas", aconselha o médico Paulo Amado. "São conselhos que já toda a gente conhece mas convém sempre relembrar", sublinha o ortopedista.

Mas a hidratação não é o único conselho a ter em mente. Com ou sem sol, ao ar livre é preciso não esquecer o protetor solar. E nem todos os sapatos servem para a prática de exercício. É um pormenor importante.

"As pessoas têm muita vez o hábito de preferir sapatos mais velhos porque são mais confortáveis... mas é um erro! O calçado velho já perdeu certas características, o que o torna menos seguro", avisa. O melhor é optar por calçado adaptado ao movimento. "Há inclusivamente algumas marcas tecnologicamente mais desenvolvidas com uma palmilha que se adequa ao formato do pé", aconselha o especialista.

"Ajuda-me e reduz o stress"
O exercício físico faz parte das rotinas diárias de Vanessa Rebelo. A decoradora, de 39 anos, deixou de frequentar o ginásio no início do confinamento, no entanto nunca parou de treinar. Agora, conta com a ajuda de dois profissionais que lhe dão as aulas no jardim da sua moradia. "Tenho uma PT, a Cláudia Domingues, e também treino com o Duda Barradas, campeão de Muay Thai. Fazemos os treinos em casa. Devido a toda a situação ainda não voltei ao ginásio", explicou.

A mulher de Simão Sabrosa destaca os benefícios para o corpo e para a mente. "Um dos fatores mais importantes é o humor. Quando treinamos, o corpo produz endorfina, ou seja, as hormonas do bem-estar", diz. "O exercício também me ajuda na parte do sono e reduz o stress, principalmente o Muay Thai". Mas Vanessa realça outras vantagens: "Ajuda-me a nível de ossos e articulações, num reforço da musculatura e, sem dúvida, na prevenção de doenças."

Dicas Saudáveis
1 Recorre ao acompanhamento de uma personal trainer que adapta os treinos diários às suas necessidades e objetivos que pretende alcançar.
2 Alimentação equilibrada em que opta por fazer várias refeições por dia, em pouca quantidade. Escolhe alimentos naturais.
3 O desporto permite um maior equilíbrio emocional e ajuda a reduzir os níveis diários de stress. O Muay Thai é uma prática importante para regular o sono.

Paulo Amado, especialista em Medicina Desportiva
CM – A prática desportiva ao ar livre pode ser feita por qualquer pessoa?

Paulo Amado –Deve ser adaptada à idade e à condição física. Mas todos podem fazê-lo, inclusivamente pessoas com problemas de mobilidade articular. Mas neste caso devem optar por exercícios na água (tendo atenção às variações de temperatura). É fundamental que o exercício seja feito em piso regular.
–Durante quando tempo?
– Depende do exercício e da intensidade, mas idealmente devíamos exercitar-nos pelo menos meia hora por dia. Se formos adeptos da caminhada, então o ideal são duas horas por dia a andar.
– As máquinas de exercício espalhadas por diversos espaços públicos devem ser evitadas por causa da pandemia?
– Neste momento, e por uma questão de precaução, sim.
Vanessa Rebelo Paulo Amado Muay Thai questões sociais saúde desporto
Ver comentários