Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

A moda das matrículas novas: Afinal é ou não preciso mudar?

Só carros com chapas atribuídas depois de março devem ter obrigatoriamente o novo modelo. Deco esclarece mudanças.
Correio da Manhã 3 de Agosto de 2020 às 17:32
Venda de carros
Venda de carros
Desde que entraram no mercado que se têm tornado a nova moda nos automóveis mesmo naqueles que não são obrigados a ter esta nova variante de chapa. 

Mas fica a questão: Afinal quem é obrigado a ter estas novas matrículas? Apenas os carros matriculados após 2 de março de 2020 têm obrigatóriamente de ter este tipo de matricula, esclareceu a Deco. 

Segundo uma publicação no site da Defesa do Consumidor, todos os outros carros podem ter a matricula nova mediante opção do dono do veículo. A Deco ressalva só que quem opte pela mudança, devev escolher um estabelecimento certificado que cumpra as medidas homologadas sob risco de ser multado. A coima pode ir até aos 600 euros e levar ainda ao chumbo da inspeção periódica obrigatória. 

Em que diferem estas novas matrículas?
As matrículas antigas combinam dois pares de algarismos intervalados por um par de letras, já o formato atual conta com dois grupos de letras nas extremidades com dois algarismos ao centro, explica a Deco.

Estima-se que este tipo de matricula possa durar cerca de 74 anos ou, pelo menos, 45 anos, contando com uma "expectável não-utilização de combinações que possam formar palavras ou siglas que gerem termos obscenos ou expressões que se entenda não se quererem pôr na calha".

Este novo modelo permite considerar ainda a inclusão de três algarismos na matrícula.


O novo modelo elimina ainda o ano e o mês da matrícula do veículo, bem como a barra amarela e os traços separadores de grupos de carateres. 
Deco economia negócios e finanças indústria metalomecânica e engenharia carros matriculas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)