Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Alerta para maior risco de contágio de variante da Covid-19 da África do Sul

Estudos indicam que vacinas atuais contra a Covid-19 podem ter eficácia reduzida com esta variante.
Bernardo Esteves 24 de Janeiro de 2021 às 10:19
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Getty Images
O Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) avisou este sábado para o maior risco de contágio da variante sul-africana do novo coronavírus, cujo primeiro caso em Portugal foi confirmado na sexta-feira - é um cidadão sul-africano residente em Lisboa que está em isolamento desde dia 7.

“Esta nova variante genética tem sido assinalada pelas autoridades de saúde mundiais como merecedora de especial vigilância dado o seu elevado potencial de transmissão”, refere o INSA em comunicado.

O Instituto Nacional de Saúde admite ainda “uma preocupação acrescida” porque “ensaios laboratoriais revelaram que esta variante poderá ser menos reconhecida por alguns dos anticorpos gerados no decurso de uma infeção”. Um estudo preliminar do Instituto de Doenças Transmissíveis da África do Sul indicou que a variante pode ter “uma eficácia reduzida com as atuais vacinas”.

Anthony Fauci, principal epidemiologista dos Estados Unidos, também já admitiu que as vacinas sejam “menos eficazes” com esta estirpe. Já o virologista Pedro Simas, em declarações à Lusa, mostrou-se cético quanto a uma redução da eficácia das vacinas. Segundo o médico, caso haja redução da eficácia, as vacinas terão de ser mudadas.
Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge INSA África do Sul Portugal Lisboa saúde doenças covid-19
Ver comentários