Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Aplicação StayaWay Covid em fase piloto inicia hoje testes de segurança

Aplicação permite rastrear de forma rápida e anónima as redes de contágio por covid-19.
Lusa 17 de Agosto de 2020 às 15:55
António Lacerda Sales, Secretário de Estado da Saúde
Telemóvel
António Sales, secretário de Estado da Saúde
António Lacerda Sales, Secretário de Estado da Saúde
Telemóvel
António Sales, secretário de Estado da Saúde
António Lacerda Sales, Secretário de Estado da Saúde
Telemóvel
António Sales, secretário de Estado da Saúde
A aplicação móvel para rastreio de contágio StayaWay Covid está em fase piloto iniciando hoje os testes de segurança que deverão estar terminados dentro de duas semanas, anunciou hoje o secretário de Estado da Saúde.

"Estamos em fase piloto com os dois sistemas operativos que têm decorrido de acordo com o esperado", disse o governante.

António Sales falava na habitual conferência de imprensa sobre os últimos dados de infeção em Portugal que dá conta de mais uma morte e mais 132 casos confirmados de covid-19 em relação a domingo, mais 03 por cento.

Desde março foram confirmados 54.234 casos de infeção em Portugal e 1.779 mortes, sendo a taxa de letalidade global de 3,3 por cento e a taxa de letalidade acima dos 70 anos de 15,6 por cento.

A região de Lisboa e Vale do Tejo regista a única morte ocorrida nas últimas 24 horas e mais 66 casos de infeção do que no domingo, com um total de 27.997 casos confirmados.

Ainda sobre a aplicação móvel StayaWay Covid, o secretário de Estado adiantou que os serviços partilhados do Ministério da Saúde está a trabalhar para garantir que o SNS 24 tem toda a informação necessária para dar resposta a questões relativamente à aplicação bem como em garantir o seu encaminhamento em caso de necessidade.

"Continuamos este trabalho com firmeza e convicção faça chuva ou sol. Não podemos claudicar ou achar que o problema está resolvido quando temos ciclos mais positivos como é o atual. Só mantendo as medidas de proteção conseguimos prolongar no tempo esses resultados até haver tratamento ou vacina", frisou.

O Governo nomeou a 16 de junho a Direção-Geral da Saúde como responsável pelo tratamento dos dados pessoais usados na aplicação de rastreio de contactos 'StayaWay COVID'.

O Conselho de Ministros aprovou na mesma altura o decreto-lei que regula a intervenção dos profissionais de saúde, que entregarão "um código ao cidadão para que se possa registar na aplicação".

A aplicação fica obrigada a "respeitar a legislação e a regulamentação sobre proteção de dados e sobre cibersegurança" e a Direção-geral da Saúde é a "responsável pelo tratamento de dados" para cumprir a legislação europeia e portuguesa de proteção de dados.

A StayaWay COVID é uma aplicação voluntária que, através da proximidade física entre 'smartphones', permite rastrear de forma rápida e anónima as redes de contágio por covid-19, informando os utilizadores que estiveram, nos últimos 14 dias, no mesmo espaço de alguém infetado com o novo coronavírus.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Portugal StayaWay Covid coronavírus
Ver comentários