Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Propinas com valor máximo de 697 euros em 2020/21

Medida do BE pedia uma redução em 20% do valor máximo das propinas dos estabelecimentos de ensino superior.
Lusa 5 de Fevereiro de 2020 às 22:54
Estudantes universitários
Estudantes universitários FOTO: Getty Images
A redução em 20% do valor máximo das propinas dos estabelecimentos de ensino superior, proposta pelo Bloco de Esquerda, foi esta quarta-feira aprovada no parlamento.

Segundo a proposta, no ano letivo de 2020/2021, o valor máximo das propinas fica limitado a 697 euros, o que traduz uma descida de 20% face aos 871 euros de valor máximo que foram fixados para o corrente ano letivo.

A proposta do BE, que foi esta quarta-feira votada no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na Comissão de Orçamento e Finanças, especifica que a redução de propinas se aplica aos ciclos de estudos para o grau de licenciado e para o grau de mestre.

Bloco de Esquerda economia negócios e finanças mercado e câmbios propinas ensino superior
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)