Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Autoagendamento para vacinação de crianças disponível a partir de hoje

Governo prevê que sejam imunizados mais de 600 mil menores até meados de março.
Lusa 13 de Dezembro de 2021 às 07:31
Vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos
Vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos FOTO: Getty Images
O autoagendamento da vacinação contra a Covid-19 das crianças entre os 5 e os 11 anos fica disponível esta segunda-feira, com o Governo a prever que sejam imunizadas mais de 600 mil menores até meados de março.

Na sexta-feira, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde anunciou que esta segunda-feira serão abertas as marcações `online´ para esta faixa etária, cuja vacinação arranca no próximo fim de semana, 18 e 19 de dezembro, com as crianças de 11 e 10 anos.

As crianças com comorbilidades terão prioridade para serem vacinadas, independentemente da idade, desde que tenham prescrição médica, bastando que se se dirijam aos centros para receberem a vacina contra o SARS-CoV-2.

De acordo com o calendário apresentado por Lacerda Sales, de 6 a 09 de janeiro serão vacinadas crianças entre os 9 e os 7 anos, ficando reservados os dias 15 e 16 para vacinar o grupo dos 6 e 7 anos, enquanto a 22 e 23 deste mês serão vacinadas as crianças de 5 anos.

Entre 5 de fevereiro e 13 de março serão administradas as segundas doses, altura em que ficará o esquema vacinal completo para esta faixa etária, estima o Governo.

A decisão de vacinar esta faixa etária resulta da recomendação da Direção-Geral da Saúde, depois de ouvida a Comissão Técnica de Vacinação e ponderadas as questões de natureza logística com o núcleo de coordenação de apoio ao Ministério da Saúde, nomeadamente a disponibilidade de vacinas da Pfizer, na versão pediátrica.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19 Autoagendamento Governo saúde questões sociais grupos populacionais
Ver comentários
}