Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Barcos voltam a ser suprimidos entre o Seixal e Lisboa

Avaria em catamaran suprime carreiras de manhã e poderá haver novas perturbações ao longo do dia.
8 de Janeiro de 2019 às 12:10
O catamaran Castelo, da Transtejo Soflusa
Terminal de barcos do Seixal
O catamaran Castelo, da Transtejo Soflusa
Terminal de barcos do Seixal
O catamaran Castelo, da Transtejo Soflusa
Terminal de barcos do Seixal
A ligação fluvial entre Lisboa e o Seixal voltou a sofrer perturbações durante a manhã desta terça-feira, depois de já se terem verificado várias supressões na tarde e noite de terça-feira.

A Transtejo Soflususa confirma no seu site que "devido a constrangimentos operacionais, a ligação fluvial Seixal – Cais do Sodré encontra-se com perturbações de serviço".

A empresa explica que "com menos um navio a operar, as carreiras desta ligação fluvial poderão sofrer atrasos e supressões. Até à resolução dos atuais constrangimentos, algumas carreiras poderão ser realizadas fora dos horários em vigor".

António Freitas, da Comissão de Utentes dos Transportes do Seixal, concretiza que a situação se deve a uma avaria no catamaran 'Castelo', que se encontra parado no Seixal, O responsável adianta que, na manhã desta terça-feira "foram suprimidas quatro carreiras Seixal-Lisboa e outras tantas no sentido contrário".

Uma situação que se tem repetido. "O problema não é estar um navio avariado, a questão, que se arrasta há anos, é que a Transtejo Soflusa não tem qualquer navio de reserva para resolver estas situações", diz ao CM António Freitas.

O CM tentou contactar a Transtejo por via telefónica, mas sem sucesso.

Ver comentários