Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Batismo é considerado inválido se for “em nome dos papás”

Sacerdotes sem autoridade para dispor “à vontade” da fórmula utilizada no ritual.
Manuel Jorge Bento 7 de Agosto de 2020 às 09:40
Celebração do batismo deve ser realizada com a fórmula “Eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”
Celebração do batismo deve ser realizada com a fórmula “Eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” FOTO: Getty Images
Só as palavras “Eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” conferem o batismo na Igreja Católica. Após celebrações em que o sacramento foi administrado indicando “Em nome do papá e da mamã, do padrinho e da madrinha, dos avós, dos familiares, dos amigos, em nome da comunidade, nós te batizamos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”, a Congregação para a Doutrina da Fé (Santa Sé) declara que os batismos celebrados com fórmulas arbitrárias são considerados inválidos.

Em nota doutrinal, é indicado que “é fundamental que a ação sacramental seja realizada, não em nome próprio, mas na pessoa de Cristo, que age na sua Igreja e em nome da Igreja”. E acrescenta que quem administra o batismo “não tem autoridade de dispor à vontade da fórmula sacramental”, sendo que “não pode sequer declarar que age em nome dos pais, dos padrinhos, dos familiares ou dos amigos”. “O ministro age enquanto sinal-presença da ação de Cristo, que se realiza no gesto ritual da Igreja”, indica a Santa Sé. A Congregação para a Doutrina da Fé refere que alterar a fórmula significa até “não compreender a natureza do ministério eclesial, que é sempre o serviço a Deus e ao seu povo”. 


A nota doutrinal surge em resposta a uma questão sobre a validade do batismo conferido com a fórmula “Nós te batizamos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. Esta modificação deliberada pretenderia sublinhar a participação da família e dos presentes, e evitar a ideia da concentração de um poder sacral no sacerdote, em detrimento dos pais e da comunidade. No entanto, a Santa Sé indica que alterar a fórmula do sacramento, “nos casos mais graves, torna-o inválido”. Assim, na Igreja latina, deve ser utilizado o mote “Eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.

PORMENORES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)