Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Cancelada "manif" do 25 de Abril, associação pede que portugueses cantem "Grândola"

Coronavírus obrigou ao cancelamento da manifestação.
Lusa 26 de Março de 2020 às 14:18
Comemorações do 25 de Abril em Lagos
Comemorações do 25 de Abril em Lagos FOTO: Pedro Noel da Luz 
A manifestação do 25 de Abril em Lisboa foi cancelada devido à pandemia de covid-19 e a Associação 25 de Abril pediu hoje às pessoas que, mesmo em casa, vão à janela cantar a "Grândola".

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço, um dos promotores do desfile anual, afirmou que a manifestação foi cancelada, mas propõe uma alternativa.

Vasco Lourenço pediu que, às 15h00 do dia 25 de abril, hora a que começaria o desfile em Lisboa e noutras cidades, rádios e televisões "passem" a canção que foi uma das senhas do Movimento das Forças Armadas (MFA) em abril de 1974, e às pessoas, que estão em casa devido à pandemia, que "venham às janelas, às varandas cantar a 'Grândola Vila Morena'".

A ideia, adiantou, é não parar atividades que "não podem ser suspensas, nomeadamente os cuidados de saúde" nesta fase de pandemia.

"As outras pessoas que mostrem que queremos um país livre, democrático, solidário, como é necessário nesta altura", afirmou Vasco Lourenço.

As comemorações populares do 25 de Abril são organizadas anualmente por uma comissão promotora, em que se inclui a Associação 25 de Abril.

Em 25 de abril de 1974, um movimento de capitães derrubou a ditadura de 48 anos, de Marcelo Caetano, chefe do Governo, e Américo Tomás, Presidente da República, um golpe que se transformou numa revolução, a "revolução dos cravos".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais 480 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 22.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, registaram-se 60 mortes, mais 17 do que na véspera (+39,5%), e 3.544 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira (+18,3%).

O país encontra-se em estado de emergência até às 23:59 de 02 de abril devido à pandemia.

grândola manifestação portugueses 25 de abril
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)