Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Carros da Queima das Fitas de Coimbra em tribunal

“Os estudantes não pagaram porque os carros não foram feitos. O construtor nunca mostrou provas do trabalho”, diz Carlos Missel, coordenador-geral da Queima das Fitas
Mário Freire 3 de Março de 2021 às 08:42
Carlos Lima reclama os pagamentos de 12 carros alegóricos
Carlos Lima reclama os pagamentos de 12 carros alegóricos FOTO: Ricardo Almeida
Um dos construtores dos carros alegóricos da Queima das Fitas de Coimbra, cujo o último cortejo foi cancelado devido à pandemia, interpôs uma ação em tribunal para receber dinheiro pelo trabalho realizado. Dos 76 carros contratados fez 41.

“A maioria dos estudantes já pagou, estou em litígio devido a doze carros”, diz Carlos Lima, sem querer adiantar mais pormenores, dizendo apenas que nem sequer “está a pedir o contratualizado”, mas sim parte do que gastou.

A Comissão Organizadora da Queima das Fitas lamenta que a situação esteja agora em tribunal. “Os estudantes não pagaram porque os carros não foram feitos. O construtor nunca mostrou provas do trabalho”, diz Carlos Missel, coordenador-geral da Queima das Fitas, pedindo bom senso.

Queima das Fitas Coimbra questões sociais
Ver comentários