Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Centros comerciais e restaurantes abrem hoje com novas regras. Veja aqui as restrições

Medidas especiais para a região de Lisboa e Vale do Tejo devem-se ao aumento significativo do número de casos de coronavírus.
Lusa 1 de Junho de 2020 às 07:42
Centro Comercial Colombo, em Lisboa
Centro Comercial Colombo, em Lisboa FOTO: Vítor Mota
Os centros comerciais e os restaurantes de Portugal continental reabrem esta sgeunda-feira com novas condições de funcionamento, à exceção dos shoppings da Área Metropolitana de Lisboa (AML), que continuarão fechados pelo menos até quinta-feira.

Segundo deliberação do Conselho de Ministros de sexta-feira, os centros comerciais e as lojas do cidadão vão permanecer fechados na AML até 04 de junho, de acordo com a terceira fase do plano de desconfinamento do Governo.

No restante território continental, os centros comerciais poderão reabrir, com o primeiro-ministro, António Costa, a assinalar na conferência de imprensa após reunião do Conselho de Ministros que Alentejo, Algarve, Norte e Centro "têm tido um nível de evolução essencialmente estável", com um "forte decréscimo de incidência" da pandemia de covid-19, o que não acontece em Lisboa e Vale do Tejo.

António Costa contrapôs que a região de Lisboa e Vale do Tejo "tem tido um aumento muito significativo do número de casos" de covid-19, mas salientou que a situação "não revela uma situação, de forma alguma, de descontrolo".

Na sexta-feira, o primeiro ministro anunciou também que esta semana, na quinta-feira, o Conselho de Ministros vai reavaliar se há ou não condições para a reabertura dos centros comerciais da Área Metropolitana de Lisboa.

Assim, com exceção de Lisboa, as lojas do cidadão reabrem esta segunda-feira, por marcação prévia e com uso obrigatório de máscara, e reabrem também as lojas com área superior a 400 metros quadrados, as lojas e restaurantes inseridos em centros comerciais e acaba a lotação máxima de 50%, mantendo o distanciamento mínimo de 1,5 metros.

Também os estabelecimentos de restauração poderão, a partir desta segunda-feira, voltar a utilizar a sua capacidade máxima, desde que consigam assegurar distanciamento de metro e meio entre as mesas e coloquem acrílicos entre os clientes, disse na sexta-feira o primeiro-ministro.

"Desaparece a regra da lotação máxima de 50% nos restaurantes, mantendo-se a necessidade de distanciamento de metro e meio, desde que, entre os clientes, seja colocada uma barreira física impermeável", afirmou o chefe do Governo.

De acordo com António Costa, "os restaurantes poderão optar ou por manterem as normas da redução da lotação e o distanciamento de dois metros que está em vigor, ou podem evoluir para utilizarem a sua lotação a 100% com a necessidade de metro e meio de afastamento entre mesas, desde que existam barreiras físicas impermeáveis a separar os comensais numa mesma mesa".

Esta é uma decisão "que ficará a cargo de cada estabelecimento de restauração", assinalou.

O Governo decidiu sexta-feira adiar na Área Metropolitana de Lisboa o levantamento de algumas restrições previstas na terceira fase de desconfinamento, impondo regras especiais sobretudo relacionadas com atividades que envolvem "grandes aglomerações de pessoas".

Conheça as principais restrições e regras impostas na Área Metropolitana de Lisboa:

- Reforço da vigilância epidemiológica, em particular em atividades que concentram "um elevado número de focos de infeção": obras de construção civil e trabalho temporário.

- Planos de realojamento de emergência para permitir "a separação de pessoas que estejam infetadas".

- Ajuntamentos continuam limitados a 10 pessoas.

- Veículos privados de transporte de passageiros com lotação máxima de dois terços dos passageiros e uso obrigatório de máscara.

- Veículos com lotação superior a cinco pessoas apenas podem circular com dois terços da capacidade, salvo se todos os ocupantes integrarem o mesmo agregado familiar.

- Permanecem encerradas as áreas de consumo de comidas e bebidas ('food-courts') dos conjuntos comerciais.

Até dia 04 de junho

- Permanecem encerrados os centros comerciais e as Lojas do Cidadão (a decisão de manter encerrados os centros comerciais será reavaliada em 04 de junho);

- As Câmaras Municipais avaliam a continuação da suspensão de funcionamento das lojas com área superior a 400m2 e realização de feiras.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)