Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Cidades estão mais vazias após Governo decretar recolhimento

Manhã com mais gente nas ruas do que durante a tarde. Na sexta-feira só 39,5% ficaram no domicílio.
Edgar Nascimento 17 de Janeiro de 2021 às 01:30
Lisboa. A rotunda do Marquês de Pombal sem trânsito a meio da tarde. um exemplo que se repetiu pelo país fora
Braga. Num dia normal esplanadas e praça 
da república estariam apinhadas de gente
Aveiro. o jardim do Rossio, junto ao canal central da cidade, vazio durante a tarde, apesar do sábado ser de sol
Porto. Avenida dos Aliados, epicentro da baixa portuense, com muito pouco trânsito e praticamente despida de gente na manhã de ontem
Évora. Pouco trânsito na circular da cidade alentejana, junto à arena d’évora
Faro. a praça da Liberdade, no centro da cidade algarvia, esteve deserta durante quase todo o dia de ontem
Coimbra. Na cidade dos estudantes foram poucos os que não respeitaram o dever de recolhimento domiciliário imposto pelo novo confinamento
Lisboa. A rotunda do Marquês de Pombal sem trânsito a meio da tarde. um exemplo que se repetiu pelo país fora
Braga. Num dia normal esplanadas e praça 
da república estariam apinhadas de gente
Aveiro. o jardim do Rossio, junto ao canal central da cidade, vazio durante a tarde, apesar do sábado ser de sol
Porto. Avenida dos Aliados, epicentro da baixa portuense, com muito pouco trânsito e praticamente despida de gente na manhã de ontem
Évora. Pouco trânsito na circular da cidade alentejana, junto à arena d’évora
Faro. a praça da Liberdade, no centro da cidade algarvia, esteve deserta durante quase todo o dia de ontem
Coimbra. Na cidade dos estudantes foram poucos os que não respeitaram o dever de recolhimento domiciliário imposto pelo novo confinamento
Lisboa. A rotunda do Marquês de Pombal sem trânsito a meio da tarde. um exemplo que se repetiu pelo país fora
Braga. Num dia normal esplanadas e praça 
da república estariam apinhadas de gente
Aveiro. o jardim do Rossio, junto ao canal central da cidade, vazio durante a tarde, apesar do sábado ser de sol
Porto. Avenida dos Aliados, epicentro da baixa portuense, com muito pouco trânsito e praticamente despida de gente na manhã de ontem
Évora. Pouco trânsito na circular da cidade alentejana, junto à arena d’évora
Faro. a praça da Liberdade, no centro da cidade algarvia, esteve deserta durante quase todo o dia de ontem
Coimbra. Na cidade dos estudantes foram poucos os que não respeitaram o dever de recolhimento domiciliário imposto pelo novo confinamento
A o segundo dia de confinamento as ruas das cidades e vilas portuguesas estiveram mais vazias. De manhã ainda houve movimento, nomeadamente junto de superfícies comerciais, mas durante a tarde muitos portugueses cumpriram o dever de recolhimento no domicílio. Este domingo é esperado mais movimento, pois milhares decidiram votar antecipadamente, e amanhã, dia de aulas e de trabalho presencial para muitos, é provável que haja mais deslocações.

Na sexta-feira, primeiro dia do confinamento, 39,5% da população ficou em casa, segundo a consultora PSE. Os dados resultam da monitorização de localização e meios de deslocação, com recurso a uma aplicação móvel, de 3670 indivíduos representativos da população portuguesa com mais de 15 anos, do Grande Porto, Grande Lisboa, Litoral Norte, Litoral Centro e Algarve.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Governo política governo (sistema)
Ver comentários